Histórico

Mais votados

Cadastre-se

Preencha os campos abaixo para receber o Boletim do Empreendedor gratuitamente:


Será que o fast-food está com os dias contados?

Edição: 03/2014

Mas pesquisas recentes podem indicar que o fast-food está com os dias contados.
Pesquisadores da Universidade de Toronto, liderados por Julian House, concluíram que as pessoas que pensam em comidas do tipo fast-food tendem a ter sua habilidade de sentir pequenos prazeres inibida consideravelmente.

De fato, a ideia do fast-food é proporcionar prazer em devorar rapidamente (fast) toda a comida, sempre tendo como pano de fundo a otimização do tempo e a busca incessante do ser humano em aumentar sua produtividade.



Porém, o momento dedicado à alimentação deveria ser de relaxamento e não apenas para cumprir uma necessidade fisiológica de todo ser humano por alimentos. Isso é o que parece estar sendo resgatado agora.

O mundo dos negócios definiu o hábito de trabalho das pessoas, criou grandes oportunidades para o fast-food, mas tem deixado as pessoas menos felizes. E não se trata apenas de combater a obesidade. Trata-se de proporcionar felicidade.

Os empreendedores que perceberem esse novo nicho podem criar negócios que tragam felicidade e prazer como o grande trunfo do momento do almoço. Hábitos saudáveis valem a pena e é o que muitas pessoas já perceberam.

Para ratificar esse fato, os pesquisadores mostraram uma foto de um hambúrguer acompanhado de fritas aos participantes do estudo. Os mesmos participantes foram apresentados a 10 fotos de belezas cênicas naturais. A maioria se disse menos feliz com a ideia de comer fast-food.

Os pesquisadores concluíram que expor-se à ideia de fast-food faz as pessoas ficarem mais impacientes e inibe a sua habilidade de se sentir feliz com o estímulo de pequenos prazeres. E isso pode levar a efeitos negativos no longo prazo.

As pessoas ficarão mais infelizes pelo fato de sempre buscar algo mais e a conclusão de uma grande tarefa (comer tudo e não necessariamente comer aos poucos) para tentar ser felizes.

Esse efeito tem sido percebido cada vez mais em estudos similares e indica um problema a ser encarado pelas cadeias de fast-food. E onde há problemas, há oportunidades. Empreendedores atentos podem antecipar-se agora e criar negócios inovadores.

Se você pensa em empreender no ramo de alimentação, pense nisso. Os negócios que farão acontecer nos próximos anos provavelmente ainda nem foram criados. Quem inovar no setor percebendo essa mudança de paradigma pode ter sucesso. O que você pensa a respeito?

Fonte
UOL Economia
 

Deixe seu comentário:









Digite este número...

O que você achou desta matéria?

Vote e ajude-nos a melhorar.



Os seu e-mail e o seu CPF não serão exibidos nos comentários. Eles serão guardados em nossa base para podermos atender você, cada vez melhor!

Comentários (1)

-
Costumo usar esses serviços durante a semana. Estou em busca de algonovo e não encontro. Abre a todo momento negócios desse segmento, mas muito pouco diferem e pior, após alguns meses é a mesmisse de sempre, não se conseguem renovar, rejuvenecer seu negócio.
-
 Olá Roberto. Onde há problemas, há oportunidades. Empreendedores atentos podem antecipar-se agora e criar negócios inovadores. Conheça também o nosso novo Blog, feito por especialistas em pequenos negócios: www.sebraepr.com.br/blog

Boletins especiais