Histórico

Mais votados

Cadastre-se

Preencha os campos abaixo para receber o Boletim do Empreendedor gratuitamente:


Quem vende pela internet deve sempre mostrar o preço cheio dos produtos

Edição: 07/2014

A maioria das empresas que vendem on-line pratica tal estratégia partindo da premissa que o consumidor vai comparar o preço do produto em outros sites e decidirá a compra no site que vender pelo menor preço.

É claro que muitas pessoas preferem comprar também em varejistas conhecidos, confiáveis, bem qualificados e até pagam mais por isso. No entanto, a grande maioria das pessoas é mais sensível ao preço, principalmente quando os produtos são commodities.





Mas pesquisas mostram que as empresas deveriam considerar a estratégia de preço cheio, incluindo todos os custos, taxas, frete etc. É o que afirma o pesquisador Rafi Mohammed. Ele analisou em detalhes a nova estratégia da StubHub, um site que comercializa ingressos.

Mesmo que aparentemente apresentar o preço cheio final maior possa levar o cliente a considerar a compra em outro site, essa estratégia funciona quando algumas das taxas já estão embutidas no preço inicial.

Isso porque os consumidores tendem a olhar os preços de maneira sequencial. Por exemplo, se um produto é vendido já com descontos a R$ 50, mas ao final aparece o custo do frete de R$ 15, muita gente vai desanimar e não comprará.

Por outro lado, se o produto já é ofertado com o preço cheio a R$ 65 e com frete grátis ou mesmo a R$ 60 e com R$ 5 de frete, mais pessoas vão se interessar na compra. Isso foi constatado pelo pesquisador.

Essa análise traz importantes considerações para os varejistas online, já que o consumidor brasileiro cada vez mais pesquisa os preços em sites de comparação e depois compra online ou mesmo em lojas físicas após saber quem tem a melhor oferta.

O que aparentemente é uma estratégia sem lógica, já que o preço ofertado fica mais caro se comparado com o dos demais competidores, na verdade pode ser uma alternativa para atrair clientes, como foi constatada na pesquisa.

É claro que se você consegue ser ainda mais competitivo e ter um preço praticamente similar à concorrência e já considerando todas as taxas, a estratégia será ainda mais efetiva.

Aos varejistas on-line fica o desafio. Se não acreditarem que isso pode dar certo, a sugestão é fazer um teste piloto com alguns poucos produtos e avaliar o resultado. A conclusão poderá surpreender!

José Dornelas é especialista em empreendedorismo, presidente da Empreende e autor do best-seller "Empreendedorismo, transformando ideias em negócios."

Fonte
UOL Economia

 

Deixe seu comentário:









Digite este número...

O que você achou desta matéria?

Vote e ajude-nos a melhorar.



Os seu e-mail e o seu CPF não serão exibidos nos comentários. Eles serão guardados em nossa base para podermos atender você, cada vez melhor!

Comentários (2)

-
Boa dica, vou por em pratica!Obrigado.
-
Olá Ambrósio, bom dia!

Obrigada por comentar. Assista aos vídeos da coleção SEBRAE Pocket são mini aulas com dicas importantes para quem quer abrir ou já tem um empresa, acesse: bit.ly/135SnwK

Conheça e aproveite os arquivos gratuitos disponiveis no portal do SEBRAE/PR, acesse: bit.ly/1gCLsgf


Obrigada e boa sorte!
-
Muito bom, Gostei
-
Olá Denise, bom dia!

Obrigada por comentar. Assista aos vídeos da coleção SEBRAE Pocket são mini aulas com dicas importantes para quem quer abrir ou já tem um empresa, acesse: bit.ly/135SnwK

Conheça e aproveite os arquivos gratuitos disponiveis no portal do SEBRAE/PR, acesse: bit.ly/1gCLsgf

Se preferir agende uma visita com um dos nossos consultores ligue para
0800 570 0800

Obrigada e boa sorte!

Boletins especiais