Histórico

Mais votados

Cadastre-se

Preencha os campos abaixo para receber o Boletim do Empreendedor gratuitamente:


Sócios? Quando uma sociedade vale a pena?

Edição: 08/2014

Vamos pensar: “por que as pessoas buscam um sócio para sua ideia de negócio e para sua vida empresarial?”.



Para um empreendedor iniciático, muitas vezes o sócio representa segurança e um ombro amigo para chorar caso o negócio venha a passar por dificuldades. Mas o sócio entra na vida do empreendedor por outros motivos tais como:

O sócio é fonte de recurso financeiro para o início das atividades da empresa;
O sócio possui vasto conhecimento técnico ou de mercado que é essencial para o negócio;

A pessoa (futuro sócio) participou desde o inicio da concepção do negócio e então se sente parte do negócio, mesmo contribuindo somente com ideias.
Sociedade é coisa séria! Especialistas recomendam fazer sociedade somente em última instancia, pois sociedade é um casamento.

Para cada situação acima, existem outras soluções que não necessariamente sejam resolvidas por meio de um sócio. Se o empreendedor necessita de recursos financeiros, pode recorrer a uma instituição de crédito, por mais abusivos que os juros e taxas sejam um dia termina (sociedade pode durar para sempre), conhecimento técnico o empreendedor por contratar, terceirizar ou até mesmo aprender e uma pessoa que contribuiu somente com ideias não precisa se tornar um sócio, pois ideia por si só, não garante o sucesso do negócio, é preciso ter coragem e iniciativa que somente o empreendedor possui.

Mas então, quando uma sociedade vale a pena?
Como eu disse acima, sociedade é um casamento, um sócio tem que complementar o outro. O modelo ideal de sociedade é quando este sócio é um sócio-capitalista, ou seja, um investidor externo (business Angel), este entra com recurso, mas não trabalha junto na empresa, as decisões continuam com o empreendedor.

Uma situação que justifique uma sociedade é quando houver uma carência que o empreendedor não possa cobrir por si mesmo ou terceirizando. Talvez o empreendedor precise de alguém com experiência no setor de atividade que vai empreender e no qual não possui nenhuma experiência.

Ainda, se o futuro empreendedor, reconhece que não possui as características comportamentais de um empreendedor (ex.: persistência, alto-estima elevada, rede de contatos, entusiasmo em correr riscos, etc), é importante recorrer a um sócio com tais características.

E por final, há uma situação na qual é importante ter um sócio. Trata-se do caso em que o empreendedor, devido a uma doença ou à idade precisa de alguém que conduza o barco durante sua ausência temporária ou definitiva.

Mas lembre-se, assim como o casamento, uma sociedade saudável é produtiva quando, com antecedência, se combina a regra do jogo, principalmente como se vai sair dele. Recomenda-se combinar estas regras antes de iniciar a sociedade, quando as coisas estão favoráveis e o cenário positivo. Pois quando, e, se houver alguma turbulência, estas já foram feitas anteriormente num momento de calmaria.

Fonte
Blogs SEBRAE/PR

 

Deixe seu comentário:









Digite este número...

O que você achou desta matéria?

Vote e ajude-nos a melhorar.



Os seu e-mail e o seu CPF não serão exibidos nos comentários. Eles serão guardados em nossa base para podermos atender você, cada vez melhor!

Comentários (4)

-
Muito boa esta matéria.Tenho uma sociedade com minha filha e estamos sempre buscando dicas e informações sobre tudo que possa ser proveitoso para o desevolvimento da nossa pequena empresa.Obrigada pela ajuda ! Deus os abençoe!
-
 Olá Sonia. Agradecemos seu comentário! Aproveite para conhecer também o nosso novo Blog, feito por especialistas em pequenos negócios: www.sebraepr.com.br/blog
-
concordo plenamente com o descrito acima mas faltou uma coisa importante confiança e mais ainda unir forças ...
-
 Olá, boa tarde. Agradecemos seu comentário! Conheça também o nosso novo Blog, feito por especialistas em pequenos negócios: www.sebraepr.com.br/blog
-
Sou empreendedor individual e estava estudando a possibilidade de uma busca de um sócio. Empolgado com a ideia comecei a pesquisar/estudar. Mais quando vir as características que ele precisaria ter, mudei de ideia porque só identifiquei uma "rede de contatos" mais não é o suficiente. Realmente com essas dicas, foram abertos os meus olhos e no momento não acho viável. É como diz: "O tempo investido não é um tempo perdido." Parabéns!!! Gostei muito pelas dicas..... Obrigado.
-
 Olá

Obrigada por comentar. Você pode fazer uma consultoria presencial em uma de nossas unidades. Nossos consultores estão prontos para recebê-lo e orientá-lo. Acesse nosso portal bit.ly/1idRBBd e encontre o Sebrae mais próximo de você.

Conheça as oportunidades de negócios de Curitiba e região metropolitana, acesse: negociosemcuritiba.com.br/

Se preferir agende um horario com um dos nossos consultores através da central de relacionamento 0800 570 0800, o atendimento é gratuito.

Aguardamos a sua visita
-
PESSOAL..... e como meu avô sempre me disse meia só no pé, por mais que seja a dificuldade , e hora de criar novas situações e não complicações. um abraço
-
Olá, boa tarde. Agradecemos seu comentário! Conheça também o nosso novo Blog, feito por especialistas em pequenos negócios: www.sebraepr.com.br/blog

Boletins especiais