Histórico

Mais votados

Cadastre-se

Preencha os campos abaixo para receber o Boletim do Empreendedor gratuitamente:


Desafios das Cooperativas na Exportação

Edição: 10/2014

Entre elas pode-se citar: necessidade de crescimento continuado, ganhos de escala, fortalecimento da competitividade, diversificação de mercados e presença direta em mercados importantes.







Nos sistema cooperativista existe o chamado “duplo papel do cooperado”, fato do trabalhador ser, também, proprietário dos recursos produtivos. Esse fato induz o cooperado a estruturar sua atividade produtiva como um empreendedor e, ao mesmo tempo, participar de uma sociedade gerida pelos princípios da cooperação. Nos casos em que a gestão é realizada pelos próprios cooperados, a cooperativa acaba perdendo algumas vantagens provenientes da existência de uma área dedicada, exclusivamente, à gestão profissional do negócio.

O “duplo papel do cooperado” adquire especial importância quando as cooperativas crescem, evoluindo para organizações com grau elevado de complexidade. Nesse caso ocorre o fenômeno de separação entre a propriedade e a gestão da cooperativa, típico de organizações complexas que demandam estruturas especializadas de gestão e controle. A não separação entre propriedade e gestão induz à perda de eficiência nos dois processos. Assim, a gestão de uma cooperativa por um cooperado tende a perder eficiência à medida que o empreendimento cresce.

Uma visão ampliada sobre todos os elos da cadeia de negócios é fundamental. Não basta produzir com eficiência e qualidade. É preciso saber, exatamente, como ocorrerão as etapas de beneficiamento ou industrialização do produto (se houver), seu transporte e distribuição até a chegada ao consumidor final, pois é para ele – unidade constituinte do mercado – que deve estar voltado o foco da atividade cooperativada.

A cooperativa pode optar, em um primeiro momento, em desenvolver parcerias com agroidústrias, empresas de logística ou traders. Essa parceria, entretanto, deve pautar-se por um acordo contratual que seja benéfico para todas as partes, garantindo segurança jurídica e estabilidade nas relações. O consórcio é um instrumento bastante interessante nesse sentido.

À medida que o empreendimento se amplia a cooperativa pode começar a realizar muitas dessas etapas por conta própria.

As cooperativas devem atuar de acordo com os sete princípios internacionais do cooperativismo, definidos pela Associação Cooperativa Internacional – ACI. São eles:

Adesão voluntária e livre
As cooperativas são organizações voluntárias abertas, sem discriminação social, de gênero, racial, política ou religiosa.

Gestão democrática e livre
As cooperativas são organizações democráticas controladas pelos seus membros que participam, ativamente, na formulação das suas políticas e na tomada de decisões. Homens e mulheres, eleitos como representantes dos demais membros, são responsáveis perante os mesmos.

Participação econômica dos membros
Os membros contribuem para o capital das cooperativas e controlam-no democraticamente. Parte desse capital é de propriedade comum da cooperativa. Os membros destinam as sobras aos seguintes propósitos: desenvolvimento das cooperativas, possibilitando a formação de reservas; retorno aos sócios na proporção de suas transações com as cooperativas; e apoio a outras atividades aprovadas pelos membros.

Autonomia e independência
As cooperativas são organizações autônomas, de ajuda mútua controladas pelos seus membros.

Educação, formação e informação
As cooperativas promovem a educação e a formação dos seus membros, representantes eleitos administradores e funcionários, de forma que estes possam contribuir eficazmente para o seu desenvolvimento.

Intercooperação
As cooperativas atendem seus membros de forma mais eficaz e fortalecem o movimento cooperativo trabalhando juntas através de estruturas locais, nacionais, regionais e internacionais.

Interesse pela comunidade
As cooperativas trabalham para o desenvolvimento sustentável das suas comunidades através de políticas aprovadas pelos membros.

Por Denise Wellner

Fonte
Blogs SEBRAE/PR
 

Deixe seu comentário:









Digite este número...

O que você achou desta matéria?

Vote e ajude-nos a melhorar.



Os seu e-mail e o seu CPF não serão exibidos nos comentários. Eles serão guardados em nossa base para podermos atender você, cada vez melhor!

Boletins especiais