Histórico

Mais votados

Cadastre-se

Preencha os campos abaixo para receber o Boletim do Empreendedor gratuitamente:


Por que você deve encarar a saga de obter uma patente

Edição: 01/2015

Atualmente, são três patentes concedidas e mais 17 foram solicitadas e estão em processo de análise. Quando começamos, o processo foi bem trabalhoso e difícil, principalmente por não conhecermos como era feita a solicitação e o que se podia patentear.



Em nossa primeira solicitação, o SEBRAE nos auxiliou fornecendo consultoria para estruturar o pedido de patente e nos mostrando quais caminhos deveríamos seguir até a entrada do processo no INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial). Isso ocorreu em 1996, logo no início de nossas atividades.

Hoje em dia, nossas solicitações e acompanhamento de patentes são realizados pela Impar Marcas e Patentes, facilitando ainda mais o processo de patentear ideias novas. É muito importante o trabalho deles acompanhando o processo, para evitar que outras empresas entrem com o pedido para a mesma ideia e resguardando todo o trabalho desenvolvido pela nossa empresa.

O processo hoje em dia é bem demorado, devido ao grande número de solicitações diárias. Uma solicitação pode demorar até 10 anos para que o direito seja concedido, mas, nesse meio tempo, você estará protegido, já que a prioridade é para quem solicitou primeiro.

Todo esse tempo pode desestimular e parecer inútil, mas, dependendo do ramo de atuação, isso pode salvar a sua empresa. Em ramos em que o desenvolvimento de produtos ocorre muito rápido, como na área de eletrônicos, pode se perder o sentido patentear uma ideia que daqui a seis meses estará obsoleta.

Já na construção civil, nosso mercado, o cenário é um pouco diferente e mais devagar. Por se tratar de produtos de alto valor agregado, em que não há margem para erros na linha de produção, a inserção de uma ideia nova no mercado é demorada, fazendo a solicitação de patente ser mais eficaz.

A propriedade de patentes pode também gerar lucros diretamente. Às vezes, o empreendedor possui uma ideia fantástica, mas não possui recursos para fazê-la crescer. Com o pedido de patente, a busca por empresas ou parceiros se torna mais fácil e mais segura, já que para captar recursos é necessário abrir diversas informações ao investidor, que pode se aproveitar para copiar a ideia.

Além disso, atualmente estamos concedendo o uso de algumas de nossas patentes para empresas que seriam beneficiadas pela nossa ideia. Nós recebemos os royalties por ela e a outra empresa consegue aplicar no mercado uma tecnologia que somente ela e nós possuímos acesso.

No geral, conseguir patente é um processo difícil no início, mas que fica bem mais fácil com o tempo. O que não muda e podia melhorar é a velocidade de análise dos pedidos. Com mais agilidade, o interesse de passar por todo esse processo ficaria mais atraente, incentivando mais o desenvolvimento de novas ideias e gerando mais opções para os consumidores.

*Joaquim Caracas é fundador e CEO da Impacto Protensão


Fonte
Revista Exame

 

Deixe seu comentário:









Digite este número...

O que você achou desta matéria?

Vote e ajude-nos a melhorar.



Os seu e-mail e o seu CPF não serão exibidos nos comentários. Eles serão guardados em nossa base para podermos atender você, cada vez melhor!

Comentários (1)

-
boa Tarde, Prezados. Quanto ao tempo para se obter a patente, penso o INPI e o governo, deveriam setorizar e tentar, na medida do possível diminuir esse tempo. O SEBRAE, poderia contribuir para essa diminuição de tempo.
-
 Olá Jairo, Boa Tarde!

Obrigado pelo seu comentário. De fato todos gostaríamos que o tempo para obter a patente fosse menor, com certeza com a ajuda da tecnologia ainda veremos este dia!

Boletins especiais