Histórico

Mais votados

Cadastre-se

Preencha os campos abaixo para receber o Boletim do Empreendedor gratuitamente:


Como calcular e controlar o capital de giro do seu negócio

Edição: 06/2015

Se as finanças não estiverem em dia, seus investimentos em médio e longo prazo ficarão prejudicados, o empreendimento entrará em déficit, será necessário recorrer a empréstimos bancários e, eventualmente, o negócio será obrigado a fechar as portas.

Contudo, o que nem todo empreendedor conhece é o peso que o capital de giro tem sobre essa equação.



Investir de forma responsável nesse recurso garante um fluxo de caixa positivo e o funcionamento sustentável da empresa.

Quer entender melhor o que é capital de giro e por que ele é tão importante para o seu negócio?

O que é e para que serve?
Capital de giro (ou ativo circulante) é o valor que a empresa tem para custear e manter suas despesas operacionais do dia a dia — valor esse que é o resultado da diferença entre o dinheiro que você tem disponível e o dinheiro que você deve —, sejam elas fixas ou os gastos necessários para produção, comercialização ou prestação do serviço.

Ele diz respeito a uma reserva de recursos de rápida renovação, voltada a suprir as necessidades da gestão financeira do negócio ao longo do tempo.
Esses recursos concentram-se nas contas a receber, no estoque, no caixa ou na conta corrente bancária e influenciam no cálculo do capital de giro (como veremos melhor ali embaixo).

O capital de giro é diferente do chamado capital fixo ou permanente, que é o investimento voltado à compra de imóveis, instalações, máquinas, matérias primas e equipamentos (itens do ativo imobilizado), necessários para o início do processo “físico” de funcionamento da empresa.
Quais são os riscos de um mau controle de capital de giro?

Muitas vezes, quando o empreendedor realiza uma administração ineficiente do capital de giro e um planejamento financeiro inadequado, ele acaba “apelando” aos bancos para cobrir as dívidas de seu negócio, por meio do acesso a crédito e financiamento de operação.

Contudo, ao fazer uso dessa estratégia em situação emergencial, o empreendedor fica vulnerável aos bancos e tende a negociar de uma posição totalmente desfavorável, sendo obrigado a concordar com termos e contratos adversos, que endividarão ainda mais a empresa no longo prazo e comprometerão suas finanças.

Como prevenir a insuficiência de capital de giro?

Felizmente, há formas simples de se prevenir a insuficiência do capital de giro e garantir a liquidez do seu negócio.

Nesse processo, é crucial ter um claro controle sobre os inadimplentes, realizar a adequação e documentação de todos os processos financeiros da empresa, fazer a renegociação de dívidas para o longo prazo, ter total conhecimento tanto do fluxo de caixa quanto do ciclo financeiro (tempo entre o pagamento a fornecedores e o recebimento das vendas – este artigo é ótimo para entender o cálculo) e manter uma política de redução de custos e despesas.

Como calculá-lo?
Lembra que afirmamos acima que as contas a receber, o estoque, o caixa e a conta corrente bancária influenciam no cálculo do capital de giro? Você entenderá como agora, a começar pelas contas a receber, que são o resultado das vendas a prazo — aquelas em que o consumidor leva o seu produto e te paga depois.

Quanto maiores forem, tanto o prazo que você oferecer ao seu cliente quanto o número de pagamentos feitos dessa forma, mais recursos sua empresa precisará ter para bancar as contas a receber enquanto esse dinheiro não cai no faturamento.

Quanto ao estoque, ele precisa de modificações de acordo com as necessidades do mercado consumidor da sua empresa.

Por isso, ele sofre mudanças de investimento constantes, tanto nos tipos quanto no número de itens disponíveis.

Naturalmente, essa necessidade de se investir nas modificações do estoque demandam muitos recursos financeiros do seu negócio. Então, é muito importante cuidar para não cair nos 5 pecados da gestão de estoque.

Já o caixa e a conta corrente bancária são importantes no cálculo, pois são neles que se concentram os recursos financeiros que, de fato, estão disponíveis para a sua empresa. É a eles que o empreendedor recorrerá a qualquer momento para honrar seus compromissos e dívidas.

Portanto, o capital de giro líquido (CGL) é influenciado por todos esses recursos, em maior ou menor grau: prazos médios de estocagem, volume e custo das vendas, compras e pagamento de compras.

É grande a variação dessas ocorrências, portanto recomenda-se que o capital de giro seja monitorado com frequência para que o empreendedor não seja pego de surpresa e não tenha resultados negativos que afetem o negócio.

Lembre-se sempre de que o fluxo de caixa está diretamente ligado a esses fatores.

Há uma fórmula simples para calcular o capital de giro: CGL = AC – PC. Em que “AC” refere-se a ativo circulante (aplicações financeiras, caixa, bancos, contas a receber, dentre outros recursos) e "PC" corresponde ao passivo circulante (contas a pagar, fornecedores, empréstimos…).

Como você pôde perceber, administrar o capital de giro do seu negócio significa avaliar o atual momento, as faltas e as sobras de recursos financeiros e os reflexos gerados por tomadas de decisões em relação a compras, vendas e à administração do caixa.

Esteja sempre atento a esses fatores, pois uma administração ineficiente do capital de giro afeta drasticamente o fluxo de caixa da empresa.

Fonte
Endeavor Brasil

 

Deixe seu comentário:









Digite este número...

O que você achou desta matéria?

Vote e ajude-nos a melhorar.



Os seu e-mail e o seu CPF não serão exibidos nos comentários. Eles serão guardados em nossa base para podermos atender você, cada vez melhor!

Comentários (15)

-
Excelentes informacoes....
-
Muito bom .... esclarece detalhes
-
Estou alguns meses usando o cheque especial da minha empresa e pago mais de 5.000,00 por mês deve a d dois bancos eo outro pago 2.000.00 por mês e estou pedindo empréstimo bancário para pegar o cheque especial o você acha como está minha situação peço ajuda e conselhos. Para sair dessa situação.
-
Achei ótimo a explicação,porque o meu capital de giro é muito baixo e abri a minha loja a cinco meses mais ou menos e esclarecerão algumas coisas muito obrigado. abraços.
-
So tenho agradecer pelas ensinamentos queso tem me ajudado
-
tenho um valor na conta, tenho valores à receber de clientes maior do que na conta e um pouco de estoque, estou no caminho certo?
-
Achei excelente a matéria e gostaria de fazer alguns cursos de vcs.
-
gostei muito dessas informações.
-
OLA GOSTEI MUITO DO CONTEÚDO SOU DONO, TECNICO,GERENTE DE UMA EMPRESA A QUAL REALIZA SERVIÇOS TÉCNICO EM AP. DE TELECOMUNICAÇÕES (CELULARES TABLET ENTRE OUTROS) TENHO EMPRESA A 3 ANOS E TRABALHO NESSA AREA A 7 E COMECEI CM R$ 420.00 E GRAÇAS TD SEMPRE DEU CERTO, MAS HJ SINTO UMA NECESSIDADE IMENSA EM UMA RECICLAGEM D FORMA D TRABALHO E PRINCIPALMENTE NA QUESTÃO DE CAPITAL DE GIRO, O BANCO MIM DEU CREDITO FIZ USO INDEVIDO HJ SOU DEVEDOR D 9,500.00 E ESTOU AGUARDANDO A FORMA QUE ELE QUEIRA FAZER PRA RENEGOCIAR ESSA DIVIDA.MAS COM ESSA SITUAÇÃO ESTOU TENDO CURSO NO PROPRIO SEBRAE PRA TRABALHAR DE UMA MELHOR FORMA..
-
Li toda a matéria e foi de grande valia, pois entendi melhor o capital de giro. Como Administradora da Loja Marluci Enxovais estarei mais atenta para que o bom andamento do fluxo de caixa da empresa .
-
 Olá Vera, Boa Tarde!

Obrigado por seu comentário no Boletim. Conheça nossa série de E-books Como Elaborar, acesse e clique em Controles Financeiros: http://www.sebraepr.com.br/sites/PortalSebrae/Arquivos-Gratuitos/S%C3%A9rie-Ebooks-Como-Elaborar
-
somente gostaria de parabenizar por este novo meio de comunicação de qualidade. Vocês são referência pa mim.
-
ótima a explicação, parabéns!
-
- achei bem interessante, bem elaborado, o que fazer se vc. ficou no ruim devendo, e um fluxo de caixa bem negativo.
-
Excelente matéria ,pena que os micro empresário não levam em consideração o que é dele e o que compromisso assumido ele embolo tudo no mesmo caixa !!!,
-
Excelente materia
-
 Olá Saulo, Boa Noite!

Obrigado pela sua participação no boletim! Conheça as oportunidades em Cursos e Palestras SEBRAE: http://app.pr.sebrae.com.br/loja/Produtos.do

Recomendo que faça o seu cadastro de Pessoa Jurídica e passe a receber conteúdos exclusivos do Sebrae Paraná! Clique no link e aproveite agora os conteúdos para empresas em nossos site: http://app.pr.sebrae.com.br/CRM/IncluirPessoaFisicaCompletoAuto.do

Boletins especiais