Histórico

Mais votados

Cadastre-se

Preencha os campos abaixo para receber o Boletim do Empreendedor gratuitamente:


5 dicas para manter os talentos na sua empresa

Edição: 10/2015

 Montar uma boa equipe é um dos pontos mais difíceis para quem está começando um negócio. Grande parte desse desafio é atrair e manter pessoas talentosas na sua empresa. Segundo especialistas, este processo pode ser muito mais fácil e produtivo se o dono do negócio descobrir como aliar a capacidade técnica dos seus funcionários às suas personalidades.

Para o empreendedor Matias Recchia, CEO da IguanaFix, um site de busca e contratação de serviços para manutenção, errar nisso pode mudar a trajetória de uma empresa. Antes de lançar o site, Recchia passou pela Vostu, empresa de social games que em 2011 foi considerada uma das mais inovadoras pela Revista Wired.

Quando ainda era diretor da Vostu, teve a oportunidade de trabalhar com um funcionário muito talentoso. “Como ele era a pessoa mais criativa da empresa, decidi promovê-lo”, diz. A decisão, no entanto, não foi a medida mais correta que Recchia tomou como chefe.

O rapaz, acostumado a trabalhar no que a professora Leni Hidalgo, professora da pós-graduação do Insper, chama de “zona de conforto”, não se acostumou com a posição de liderança e sua produtividade caiu muito. “Naquele momento, a empresa não soube aproveitar suas qualidades. E também é função dela se adequar aos interesses dos seus funcionários”, afirma o empreendedor.

Para Leni, algumas pessoas têm maior agilidade de aprendizado do que outras. “Todo mundo pode ter um talento, mas nem todos conseguem lidar com situações adversas. Esse é um dos fatores-chave para quem quer ser líder”, diz.
A professora também aponta o que o empreendedor pode fazer para potencializar um talento na sua empresa – de uma forma que o funcionário fique contente com a motivação. Confira:

1. Talento e potencial

Para a professora, existem diferenças entre talento e potencial. “Todo mundo tem talento em alguma coisa. Já o potencial é quando se aposta nesse talento, nesse diferencial”, diz Leni. Saber diferenciar isso é importante para a relação entre os empreendedores e seus funcionários. “O funcionário que se atrai pela empresa é uma tendência. ”

2. Aprendizado

Leni afirma que o conceito “learning agility” (agilidade no aprendizado) vem sendo muito utilizado entre empreendedores. Com isso, funcionários podem ser avaliados em diferentes méritos. “O fato de ser competente para uma coisa não quer dizer que você vai ser para outra. ” Por isso ele deve aprender a realizar outras tarefas. “A pessoa pode ser talentosa, mas ela também tem que aprender a mudar. Se a empresa cresce, o empreendedor perde o domínio técnico e aprende a administrar. A grande maioria dos CEOs não atua mais na sua profissão de origem”, afirma.

3. Conciliação

Uma empresa funcional deve saber conciliar os funcionários técnicos e os que “aprendem rápido” a liderar. “Pegar alguém brilhante tecnicamente e tentar ajustar em carreiras de liderança pode ser um grande erro. Tirar alguém da sua zona de competência é muita crueldade.”

4. Interesses

Descobrir o seu interesse e o dos seus funcionários também é uma recomendação dada pela professora. Fatores como ambiente, conteúdo do trabalho, perspectiva e remuneração contam muito para que um talento não seja perdido e, ao contrário disso, seja potencializado.

5. Natureza do negócio

Para Leni, o empreendedor deve se perguntar qual é a natureza do seu negócio. Dessa forma, conseguirá descobrir o perfil ideal para os funcionários da sua empresa. Assim, a conciliação já citada pode ser natural.

Fonte: PEGN

Deixe seu comentário:









Digite este número...

O que você achou desta matéria?

Vote e ajude-nos a melhorar.



Os seu e-mail e o seu CPF não serão exibidos nos comentários. Eles serão guardados em nossa base para podermos atender você, cada vez melhor!

Comentários (1)

-
Bom dia, sou gerente a dois anos de uma empresa de porte média, com 3 lojas 1 matriz e 2 filiais, e recentemente tive uma discução, um tanto desnecessária com 1 vendedor que já está na empresa a 9 anos, e tenho que admitir que fui infeliz e foi uma discução desnecessária, peço um grande favor de se puderem me dar um conselho para que eu possa estar revertendo esse quadro, desde já agradeço.
-
 Olá Jean, Boa Tarde;

Obrigado por sua participação no Boletim. Recomendo que Você efetue inicialmente uma consultoria presencial em uma de nossas unidades. Nossos consultores estão prontos para recebê-lo e orientá-lo. Acesse nosso portal goo.gl/4FT1aD e encontre o Sebrae mais próximo de você.

Se preferir, agende um horário com um dos nossos consultores através da central de relacionamento 0800 570 0800, o atendimento inicial é gratuito.

Boletins especiais