Histórico

Mais votados

Cadastre-se

Preencha os campos abaixo para receber o Boletim do Empreendedor gratuitamente:


5 lições de carreira que são uma furada para empreendedores

Edição: 11/2015

Quando um funcionário decide ter seu próprio negócio, costuma ouvir uma série de comentários desanimadores. Nessa hora, é preciso que esse futuro empreendedor separe as recomendações valiosas daquelas que se baseiam na experiência com outra forma de trabalhar: a de empregado.

Antes, um aviso: mesmo entre os que optaram por trabalhar para uma empresa, há uma diferença fundamental entre os funcionários preocupados com o emprego atual e os que pensam em cuidar da carreira como um todo (os chamados “intraempreendedores”). “O gestor do emprego trabalha para pagar as contas do mês e não assume desafios nem riscos. Já quem faz a gestão da carreira sempre busca crescer, motivado pela autorrealização. Olha para sua empresa, mas também olha o mercado e enxerga oportunidades”, afirma Fernanda Schroder, coordenadora de carreiras do Ibmec/MG.

Mesmo assim, ser um intraempreendedor não é o mesmo que ter um negócio próprio. Para Adriano Augusto, consultor do Sebrae de São Paulo, a principal diferença é a autonomia. “O empreendedor tem que ser responsável por tudo que a empresa faz, enquanto o funcionário tem uma autonomia parcial e enxerga o que é de sua alçada”, explica. “Por mais que se fale em intraempreendedorismo, há um limite para essa atuação. Um empreendedor muitas vezes sofre da solidão da liderança, enquanto um funcionário trabalha majoritariamente em equipe”, afirma.
Mas, como fugir dos conselhos prontos se você ainda está começando no mundo do empreendedorismo? Praticando o autoconhecimento. “Se você sabe o que o motiva, é mais natural ser impermeável aos conselhos dos outros”, afirma a mentora Patricia Cotton, da Upside Down Thinking. Portanto, para ser um empreendedor, é preciso desafiar padrões e estar pronto para fazer o contrário do que se costuma ouvir por aí.

Nessa linha, selecionamos abaixo cinco conselhos muito comuns, mas que não servem para quem pretende ter sua própria empresa. Veja, a seguir, quais são eles:

1. “Foque apenas na sua área de atuação”

Uma grande empresa costuma ser dividida em departamentos, logo, se você quiser se destacar, é preciso ser o melhor de uma área. Isso até pode funcionar dentro do mundo das corporações, mas não para um empreendedor: ao menos no começo do negócio, ele será responsável por um pouquinho de tudo. “A primeira coisa que caracteriza um trabalho empreendedor é ser multitarefas. Esse dono de negócio precisa ser versátil: não adianta ser muito bom em finanças e não saber gerir pessoas, por exemplo”, afirma Patricia. “Quanto mais ele ver sua empresa como um sistema, melhor ela irá se tornar. Até porque, assim, ele sabe delegar e contratar melhor as pessoas, já que sabe o que esperar delas”.

2. “Faça networking com quem é interessante para seu crescimento”

Segundo Patricia, muitos empreendedores acabam apaixonando-se perdidamente por sua ideia de negócio, o que faz com que fiquem muito dentro do seu setor. Isso é ruim porque pode prejudicar a criatividade, já que não há visões de fora da empresa. A palavra de ordem, portanto, é ter um networking diversificado, formado por pessoas de várias áreas do conhecimento.

Diferente de uma vida de funcionário, a estratégia não é cultivar relacionamentos com pessoas que podem oferecer oportunidades de crescimento no seu ramo. “Fazer networking só na sua área é um conselho comum: advogados falam com advogados e médicos falam com médicos. Isso traz um empobrecimento do repertório muito grande. Então, não siga o caminho óbvio, de só se integrar com empreendedores”, recomenda a especialista.

3. “Foque no conhecimento técnico necessário para sua profissão”

Há uma grande ansiedade em obter conhecimentos ligados ao negócio, afirma Patricia. Por exemplo, administradores saberem Excel e designers usarem todos os recursos do Photoshop. Mas, para ser um bom dono de negócio, focar apenas no essencial da sua profissão não é suficiente. “Para empreender de forma inovadora, você precisa observar e questionar o que está sendo visto. Aprenda o que está fora do negócio, em tese, mas que está ligado a ele. Aprenda sobre comportamento, sobre variáveis do mercado e sobre política, por exemplo”.

4. “Está tudo razoável? Então deixe como está”

Mesmo que o trabalho seja satisfatório e sua renda esteja boa, quem se preocupa com algo além do emprego atual não deve se acomodar. Pense: você é um custo ou um investimento? Um bom profissional sempre é a segunda opção. É preciso ter uma capacitação constante, estabelecendo metas e objetivos a serem cumpridos. “A concorrência está cada vez maior; quando você planeja seu próprio futuro, também garante a sustentabilidade da sua empresa. Quanto mais ela crescer, mais será exigido em termos de gestão. Reconheça suas lacunas. Caso contrário, você será tragado pelas pessoas que querem fazer acontecer”, afirma Fernanda. Por isso, achar que em time que está ganhando não se mexe é um erro para quem quer ser empreendedor.

5. “Adapte-se à cultura ao seu redor”

Quando você é funcionário, muitas vezes é preciso adaptar-se à cultura da empresa e, dentro dela, ter uma boa performance. Se essa cultura não for interessante, você pode procurar outras empresas e analisar qual se encaixa melhor em seus ideais. Porém, isso não é possível quando você passa a ser empreendedor, diz Augusto. “Você tem que criar uma cultura, e não apenas se adaptar. Não adianta seguir uma cultura empresarial à qual você estava acostumado. Ou, pior ainda, não adianta negligenciar a criação dessa cultura no seu negócio”. Agora, a responsabilidade pelo modo de trabalho de todos está nas suas mãos.

Fonte: Exame PME

Deixe seu comentário:









Digite este número...

O que você achou desta matéria?

Vote e ajude-nos a melhorar.



Os seu e-mail e o seu CPF não serão exibidos nos comentários. Eles serão guardados em nossa base para podermos atender você, cada vez melhor!

Comentários (7)

-
Estou montando uma panificadora e sinto medo do que vem pela frente. Existem pessoas vizinhas, colegas conhecidas que fazem questão de fazer mais barato do que eu, é incíivel, a pessoa não sabe fazer um bolo direito nem confeitar e vendi mais barato e consegue ir p/frente. Eu to no ramos, fiz curso, capricho e não sei o pq, não consigo manter freguesia. Eu cobro igual ao mercado. O que devo fazer. Tenho medo, agora em janeiro assim que comprar os balcões começo a panificadora e não sei como agir. Vocês podem me ajudar, aqui não tem panificadora perto, eu serei a fornecedora de dois bairros próximos.
-
 Olá Cibele, Boa Tarde;

Obrigado pela sua participação no boletim! As MPEs representam grande importância para o desenvolvimento econômico social, entretanto gestores e contadores precisam utilizar a ferramenta contábil. Custos e preço de venda no Comércio: http://www.sebrae.com.br/sites/PortalSebrae/ufs/sp/artigos/Como-definir-pre%C3%A7o-de-venda-no-com%C3%A9rcio

Como definir preço de venda? (Parte 1): http://tv.sebrae.com.br/media/41uQE/

Como definir preço de venda? (Parte 2): http://tv.sebrae.com.br/media/B5uzv/

Acerte na precificação de seu produto e serviço: http://www.sebrae.com.br/sites/PortalSebrae/artigos/Acerte-na-precifica%C3%A7%C3%A3o-de-seu-produto-e-servi%C3%A7o

O Sebrae disponibiliza diversos cursos gratuitos. As inscrições para o curso podem ser feitas pelo endereço http://www.ead.sebrae.com.br/. Ou diretamente neste link: https://www.ead.sebrae.com.br/cursos/formacao-do-preco-de-venda

Recomendo que Você efetue inicialmente uma consultoria presencial em uma de nossas unidades. Nossos consultores estão prontos para recebê-lo e orientá-lo. Acesse nosso portal goo.gl/4FT1aD e encontre o Sebrae mais próximo de você.

Se preferir, agende um horário com um dos nossos consultores através da central de relacionamento 0800 570 0800, o atendimento inicial é gratuito.
-
Parabéns muito realista obrigado pelas dicas
-
 Olá Clodoaldo, Boa Noite!

Obrigado pela sua participação no boletim! Conheça nosso blog: http://sites.pr.sebrae.com.br/blogs/ e tenha acesso a mais informações.
-
Oportuna essa matéria, aliás vocês sempre acertam.Me identifiquei como um empreendedor, pois no momento estou trabalhando como funcionário, mas minha visão é a das matéria acima.Grato pelas dicas.
-
 Olá Sebastião, Boa Noite!

Obrigado pela sua participação no boletim! O Sebrae disponibiliza diversos cursos gratuitos e outros pagos. As inscrições para o curso podem ser feitas pelo endereço http://www.ead.sebrae.com.br/. Ou diretamente neste link: http://www.ead.sebrae.com.br/lista-de-cursos/
-
Como estou me armando para abrir uma micro empresa,essa matéria foi maravilhosa nas informações,as quais me fez ser mais coerente a respeito do que pensava sobre negócios.
-
 Olá Rui, Boa Noite!

Obrigado pela sua participação no boletim! Você poderá efetuar uma consultoria presencial em uma de nossas unidades. Nossos consultores estão prontos para recebê-lo e orientá-lo. Acesse nosso portal goo.gl/4FT1aD e encontre o Sebrae mais próximo de você.

Se preferir, agende um horário com um dos nossos consultores através da central de relacionamento 0800 570 0800, o atendimento inicial é gratuito.
-
Valdir, ser empresário e assumir e aceitar desafios, veja eu estou no ramo imobiliário a mais de 30 anos, sai de uma empresa a onde trabalhei por 11 anos, e hoje estou com a minha empresa, não é fácil, mais é necessário ser inovador, ser criativo, mesmo sem o recurso para isso, revê como você esta dirigindo a sua firma, e busque orientação junto ao Sebrae, mais uma coisa é certa só se levanta quem cai, e você já é um vencedor, vá em frente e fuja das furadas acima, boa sorte.
-
 Olá Ernesto, Boa Noite!

Obrigado pela sua participação e contribuição no boletim!
-
São lições de grande valia, não podemos nos acomodar e achar que ta bom e que tudo é normal, precisamos e temos os dever de ir alem se quisermos ter sucesso em nossas atividades como empreendedor
-
 Olá Neuri, Boa Noite!

Obrigado pela sua participação no boletim! Para ampliar seu conhecimento, segue o link dos Vídeos Sebrae: http://www.sebraepr.com.br/sites/PortalSebrae/videos-sebrae
-
BOA TARDE . FOI MUITO BEM EU LER GOSTEI MUITO . EU JA ESTOU NO MERCADO A MAIS DE 5 ANOS COMO EMPRESARIO E TENHO MUITA DIFICULDADE. . EU NÃO TINHA DIVIDA E HOJE ESTOU ENDIVIDADO . CADA VEZ AUMENTA MAIS MINHAS DIVIDA PERDI TUDO QUE EU TINHA . E TO INDO A LUTA BUSCADO MELHORA MAS TA MUITO DIESEL. TEM NOTE QUE EU NÃO TO CONSIGO DORMI PASSO A NOITE EM CLARO . MUITO PREOCUPADO . EU DEDIQUEI A EMPRESA MINHA VIDA . E AGORA O QUE DEVO FAZER DESISTIR DEPOIS DE TANTAS LUTAS . ESTOU BUSCANDO AJUDA. MEU NOME VALDIR . .
-
 Olá Valdir, Boa Tarde!

Obrigado pela sua participação no boletim! Você poderá efetuar uma consultoria presencial em uma de nossas unidades. Nossos consultores estão prontos para recebê-lo e orientá-lo. Acesse nosso portal goo.gl/4FT1aD e encontre o Sebrae mais próximo de você.

Se preferir, agende um horário com um dos nossos consultores através da central de relacionamento 0800 570 0800, o atendimento inicial é gratuito.

Boletins especiais