Histórico

Mais votados

Cadastre-se

Preencha os campos abaixo para receber o Boletim do Empreendedor gratuitamente:


7 ideias de negócio que você pode tocar depois do expediente

Edição: 05/2016

 O que significa o fim do expediente? Para a maioria dos funcionários, ele se traduz em happy hour ou então em tempo para relaxar e ficar com a família. Porém, se você quer empreender sem ter de abandonar seu emprego atual, o horário em que você não trabalha pode ser usado para tocar sua própria empresa.

Parece difícil, e é mesmo. O empreendedor precisa, por exemplo, conhecer suas próprias limitações e saber administrar muito bem seu tempo (veja mais lições de quem empreendeu enquanto mantinha um outro emprego).

Você entende os desafios e está disposto a empreender, mas não sabe que tipo de negócio se encaixaria para uma jornada de meio período? O site Entrepreneur listou alguns empreendimentos que podem ser gerenciados nas horas além do expediente fixo. Navegue pelos slides acima e confira nossa seleção com as ideias de negócio mais viáveis para a realidade brasileira.

1. Colocar as mãos para cozinhar

Todo negócio é criado a partir de uma necessidade - e comer é uma das primeiras que vem à mente. Por isso, empresas do ramo da alimentação já possuem um ponto ao seu favor.

Outra vantagem é que não é tão necessário fazer grandes investimentos – a não ser que você queira abrir um restaurante e viver apenas dele, claro. Para um trabalho de meio período, são suficientes amor pela culinária, uma boa cozinha, ingredientes selecionados e uma boa rede de contatos para vender desde bolos até salgadinhos, por exemplo.

2. Escrever e-books da sua área de especialização

Que tal casar seu emprego fixo com seu novo empreendimento? Se você já trabalha com marketing há anos, por exemplo, é possível escrever livros sobre essa especialidade e publicá-los. Isso é ainda mais fácil quando falamos nos e-books, que já possuem lugares que permitem a auto-publicação, como a Amazon.

Tendo uma boa proposta de valor e um público-alvo definido, as chances de obter uma renda extra são altas, diz o Entrepreneur. Como em qualquer conteúdo digital, é possível comercializar os e-books possivelmente para sempre (caso a página de venda não seja fechada) e sem custos extras de reimpressão.

Segundo o site, escrever esses livros pode ser o começo para uma carreira na consultoria especializada.

3. Criar um blog ou um podcast

Assim como os e-books, criar um blog ou um podcast é uma boa forma de usar aquilo que você já sabe para gerar uma renda extra. Além da exposição da sua marca pessoal – o que pode levar à novas oportunidades de emprego –, é possível conseguir patrocínios e parceiros para seu negócio a partir do momento em que sua página tenha frequência de postagens e certa audiência.

O investimento não é muito alto: em um site, ele é composto de programação, webdesign e hospedagem; em um podcast, apenas de equipamentos de gravação, já que é possível publicar gratuitamente em lugares como o Google Play, o iTunes ou o Soundcloud.

Quanto mais tempo puder ser dedicado, maiores as chances de retorno. Porém, um par de horas por dia costumam ser suficientes para administrar o empreendimento.

4. Dar aulas particulares de música

Você sabe tocar violão, mas ele está guardado no depósito da sua casa? Dar aulas pode ser uma boa forma de conseguir engordar a receita, com as vantagens de poder trabalhar aos finais de semana e de seu único investimento ser o tempo para preparar as aulas (se você já possui o instrumento, claro).

No começo, é bom ter alunos individuais. Com experiência, já é possível dar aulas em grupo. Se o negócio der certo, o Entrepreneur aconselha investir em instrumentos similares para ampliar o leque de possíveis alunos - por exemplo, quem já toca violão pode também aprender como funcionam a guitarra e o baixo.

5. Desenvolver um aplicativo

Novos aplicativos surgem todos os dias, com as mais diversas propostas. O único jeito de saber se seu app será um dos poucos que obtém sucesso é colocando-o no mercado. Por isso, esse pode ser um bom empreendimento de meio-período.

Uma boa forma otimizar os horários é trabalhar em time. Além da quantidade de trabalho individual ser reduzida, cada membro pode focar na sua especialidade.

Você pode ser tanto o empreendedor que desenvolve a parte técnica do serviço – caso você tenha conhecimentos em programação (ou queira aprender) – quanto o responsável pela ideia e pela criação da marca e da comunicação.

6. Cuidar de bichinhos de estimação

Já falamos sobre como o mercado pet é um dos que resistem bem à crise: afinal, ninguém vai deixar de cuidar do seu bichinho de estimação. E é possível lucrar no setor mesmo trabalhando apenas algumas horas por dia, ou aos finais de semana.

É possível tanto fazer o banho e tosa dos bichinhos – em lugares onde os pet shops não são frequentes ou não possuem muita aceitação do público – quanto simplesmente cuidar do animalzinho de conhecidos quando eles forem viajar, por exemplo. Em ambos os casos, o investimento é pouco e há uma grande necessidade.

7. Fazer manutenções fora do horário comercial

Você é bom em fazer manutenções? Se for, pode aproveitar o horário noturno para oferecer serviços no seu bairro. Isso porque muitos profissionais do setor não atendem nessas horas, e o que reduz a concorrência e abre espaço para quem faz reparos de emergência - e sem cobrar a mais pelo horário alternativo.

Para ter sucesso com essa atividade paralela, o Entrepreneur recomenda anunciar seus serviços em revistas locais e oferecer-se para empresas do ramo. Nós incluímos também a possibilidade em anunciar nas páginas de Facebook que publicam notícias ou classificados do seu bairro.

Fonte: Exame PME

Deixe seu comentário:









Digite este número...

O que você achou desta matéria?

Vote e ajude-nos a melhorar.



Os seu e-mail e o seu CPF não serão exibidos nos comentários. Eles serão guardados em nossa base para podermos atender você, cada vez melhor!

Comentários (4)

-
(41) Muito legal!!!
-
 Obrigado pelo comentário ;)
-
(41) Muito legal!!!
-
 Olá Adriana! Aproveite e conheça o nosso blog: www.sebraepr.com.br/blog. Sucesso :)
-
(41) Gostei da matéria e chegou bem na hora, pois estou querendo abrir um negócio virtual, uma loja por exemplo ou outro nicho que vocês me indicarem. Muito obrigado, Samuel
-
 Olá Samuel, desejamos sucesso em seu novo negócio, continue acompanhando o Boletim do Empreendedor para ficar sabendo de novas ideias de negócios.

-
(41) estou planejando em fabricar mesas de passar roupas para revenda como posso realizar este progeto
-
 Olá Jesse, temos um curso gratuito e à distância adequado para o seu momento, é o : Iniciando um Pequeno Grande Negócio, pode fazer sua matrícula clicando aqui: https://ead.sebrae.com.br/cursos/iniciando-um-pequeno-e-grande-negocio

Boletins especiais