Histórico

Mais votados

Cadastre-se

Preencha os campos abaixo para receber o Boletim do Empreendedor gratuitamente:


A dívida da sua empresa é boa ou má?

Edição: 05/2016

Informação e controle são essenciais para a sobrevivência de qualquer empresa. Desobrigados pela legislação do Imposto de Renda, alguns gestores de PME não se preocupam com as suas demonstrações contábeis e desconsideram o fato de que, com base nesses dados, é possível decidir como estruturar o capital e, a partir disso, conduzir suas finanças.

Classificação dos rendimentos e gastos de uma empresa:

- Balanço patrimonial, que registra os bens e direitos (ativos);
- O registro das obrigações (dívidas) com terceiros;
- Conjunto de contas do patrimônio líquido nos quais temos as obrigações com os sócios.


Assim, podemos gerenciar a estrutura de capital que melhor suporta as operações dos nossos negócios.

Outro item de atenção é a escolha do tipo de capital. Se o empresário optar por mais capital próprio, terá que buscar um lucro maior para recuperar o valor investido. Caso haja mais capital de terceiros (dívida), o grau de risco aumenta; porém, o gestor poderá esperar uma taxa de lucro maior.

A boa e a má dívida


A atividade operacional de uma empresa, em geral, baseia-se em comprar matéria-prima ou produto, estocar, vender, receber do cliente e pagar os fornecedores.

Esse ciclo, dependendo dos prazos em que ocorre cada fase, pressupõe entradas e saídas de dinheiro. Às vezes, a empresa não tem o recurso necessário e precisa de um agente financeiro para a viabilização da operação.

Quando as empresas recorrem à captação de recursos financeiros para aplicações produtivas - como, por exemplo, investimentos em compras de máquinas e equipamentos -, feita por meio de financiamentos em longo prazo, elas estão financiando o seu ativo permanente e irão gerar novos fundos. Podemos considerar esse tipo de endividamento como sendo uma “boa dívida”.

Quando as organizações recorrem aos empréstimos que não vão gerar recursos adicionais e que apenas irão servir para pagar dívidas antigas, a gestão aumenta suas despesas com os juros dessa operação. Caracterizam-se, assim, empréstimos para financiamento de capital de giro ou financiamento do passivo circulante. É uma forma negativa de endividamento.

Podemos ver que as empresas precisam ter informações que auxiliem a visão na estruturação do seu capital. A fonte para isso é o balanço patrimonial. O olhar do gestor quanto ao nível de endividamento, aos prazos, às taxas de juros e quanto à finalidade para a captação do recurso é fundamental para o sucesso dos negócios.

Fonte: Exame PME

Deixe seu comentário:









Digite este número...

O que você achou desta matéria?

Vote e ajude-nos a melhorar.



Os seu e-mail e o seu CPF não serão exibidos nos comentários. Eles serão guardados em nossa base para podermos atender você, cada vez melhor!

Comentários (3)

-
(04) Obrigado pela matéria. Nos últimos dois anos nos individamos para cobrir o capital de giro e decorrente da queda de faturamento não nos restou outra opção se não fechar lojas que entraram nesta situação. Se nao cuidar diariamente do fluxo de caixa não a milagre que salve uma má gestão financeira.
-
 Olá, obrigado pelo comentário e parabéns pela decisão racional em relação às unidades que precisaram ser fechadas. Tomar esta decisão é dificil mas demonstra a maturidade do empreendedor.
-
(45) Realmente o comentário é a realidade só que infelizmente depois de 30 anos de empresa aberta estamos pensando seriamente em fechar está muito difícil para trabalhar vamos fechar e fazer igual aos concorrentes trabalhar sem registrar funcionários não pagar férias nem decimo terceiro salario para poder nos manter a lei é muito injusta.
-
 Olá Gilberto, entendemos a dificuldade, o Sebrae vem trabalhando para buscar a melhoria do ambiente de negócios para os empresários de micro e pequenas empresas. É importante continuar acreditando em um país melhor e mais justo.
-
(41) ACHEI OTIMA ESSA MATERIA, E A VERDADE DO DIA A DIA DO ADMINISTRADOR DE EMPRESA.
-
 Obrigado pelo comentário :)

Boletins especiais