Histórico

Mais votados

Cadastre-se

Preencha os campos abaixo para receber o Boletim do Empreendedor gratuitamente:


China testa ônibus futurista que circula acima das ruas

Edição: 08/2016

O transporte público é um dos maiores problemas enfrentados pelos grandes centros urbanos em todo o mundo, e uma invenção chinesa pode revolucionar o setor, retirando os ônibus das ruas. Retirando, não, elevando-os a dois metros do chão.

O Transit Elevated Bus (TEB) começou a ser testado esta semana na província de Hebei. O veículo circula acima da pista, permitindo que os carros passem por baixo dele, como num túnel. Com 21 metros de comprimento, ele tem capacidade para carregar até 300 passageiros.

— O TEB tem as mesmas funções do metrô, sendo que o custo de construção é de cerca de um quinto — disse o engenheiro Bai Zhiming, à emissora CCTV.

De acordo com a fabricante, um TEB pode substituir 40 ônibus convencionais. Ele circula a até 60 quilômetros por hora, sobre trilhos, movido por energia elétrica, o que reduzi as emissões de gases do efeito estufa.

— A maior vantagem é que o ônibus vai liberar bastante espaço nas estradas — disse o engenheiro que liderou o projeto, Song Youzhou, ao jornal estatal “Xinhua”.

A tecnologia foi apresentada em maio deste ano, na feira China Beijing International High-Tech Expo. A pista de teste tem apenas 300 metros de extensão, mas já impressiona os usuários.

“Eu vi essa ideia em imagens, e agora apareceu na vida real”, disse um deles, pela rede social Weibo.

Fonte: Exame.com

Deixe seu comentário:









Digite este número...

O que você achou desta matéria?

Vote e ajude-nos a melhorar.



Os seu e-mail e o seu CPF não serão exibidos nos comentários. Eles serão guardados em nossa base para podermos atender você, cada vez melhor!

Comentários (1)

-
(41) Está solução seria muito interessante para a cidade de Curitiba/PR, visto que já possuímos estruturais (canaletas) prontas. Se bem planejada e não sendo utilizada para efeitos eleitorais, ajudaria em muito no ganho de espaço para mobilidade das pessoas, carros e ciclistas.
-
 Obrigado pelo comentário Antonio Carlos!

Boletins especiais