Histórico

Mais votados

Cadastre-se

Preencha os campos abaixo para receber o Boletim do Empreendedor gratuitamente:


Convênio do Sebrae/PR e Junta Comercial ajuda empresas em estágio inicial

Edição: 09/2016

O Sebrae/PR e a Junta Comercial do Paraná (Jucepar), entidades parceiras na implantação da Rede Nacional para a Simplificação do Registro e da Legalização de Empresas e Negócios (Redesim), assinaram nesta segunda-feira, dia 22, um acordo de cooperação técnica e operacional que vai facilitar o acesso de empreendedores paranaenses que abrirem suas empresas às soluções empresariais oferecidas pela entidade.

O documento de cooperação foi assinado pelo presidente da Junta Comercial do Paraná, Ardisson Akel, pelo presidente do Conselho Deliberativo do Sebrae/PR, Edson Campagnolo e pelo diretor-superintendente do Sebrae/PR, Vitor Tioqueta.

O presidente da Jucepar destaca que o Sebrae/PR é um parceiro fundamental para o desenvolvimento das pequenas empresas do Estado. “Para a Junta Comercial, que atua como agente de fomento da economia no Paraná e garante a segurança jurídica necessária para esses empresários, contar com essa parceria é essencial”, adianta.

De acordo com o diretor de Operações do Sebrae/PR, Julio Cezar Agostini, a partir da celebração deste acordo, empresários de 206 municípios que já atuam de forma integrada com a Redesim, e que adquirirem o Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas (CNPJ) por meio do Programa Empresa Fácil, poderão ser identificados de maneira mais efetiva e receber o apoio do Sebrae/PR, desde a abertura do negócio.

“O início de uma atividade empresarial é o momento em que o empresário mais precisa de suporte para se estruturar e se sustentar em um mercado cada vez mais desafiador. Com esta parceria, será possível atender ainda mais empresas oferecendo soluções empresariais específicas, desde sua abertura, conforme a demanda de cada empreendedor”, esclarece Julio Agostini.

O coordenador estadual de Políticas Públicas e Desenvolvimento Territorial do Sebrae/PR, Luiz Marcelo Padilha, afirma que esse acordo é uma evolução do trabalho já desenvolvido dentro do Programa Empresa Fácil e poderá, a partir de agora, oferecer às empresas que estão abrindo outras soluções que possam facilitar o início de trabalho no mercado.

“Estamos num momento econômico diferente de anos anteriores, por isso, a nossa intenção é, a partir da identificação das empresas que estão abrindo, mostrar quais são as soluções e as possibilidades que o Sebrae/PR oferece com relação à gestão da empresa, mercado, inovação tecnológica, crédito, entre outros. Isso é importante para mostrar que elas não estão sozinhas e que existem instituições que estão prontas para apoiá-las”, enfatiza o coordenador do Sebrae/PR.

A partir de agora, assim que for dado início ao processo de abertura na Junta Comercial, a própria entidade fará a indicação para o Sebrae/PR. Com essas indicações, será elaborado um cronograma de atividades, que vai estabelecer como serão feitos o trabalho e as soluções específicas, conforme o perfil das empresas abertas no período.

Segundo Padilha, um projeto piloto já foi realizado e serão testados outros modelos de educação a distância para atender os diversos perfis de empresa. “Esse piloto vai nos mostrar quais as melhores formas de chegarmos a esses públicos. A ideia é dar continuidade nesse trabalho e já temos algumas atividades focadas para essas empresas. De qualquer forma, é o empresário que irá optar como ele prefere receber esse conteúdo.”

Parceria com a Jucepar

Com a implantação da Redesim e do Programa Empresa Fácil Paraná, a parceria entre Sebrae/PR, Junta Comercial e demais parceiros, tem rendido muitas ações de capacitação para os envolvidos em aberturas, alterações e baixas de empresas no Estado. Entre os meses de agosto e setembro, estão sendo lançados semanalmente vídeos de capacitação destinados a contadores, advogados e empresários envolvidos no processo de abertura de empresas, para informar sobre os procedimentos de registro empresarial realizados pela Jucepar.

De acordo com o presidente da Jucepar, a intenção do programa “Academia Empresa Fácil” é sanar as principais dúvidas na hora de abrir uma empresa ou realizar qualquer outro processo que dependa da autarquia, fornecendo informações e orientações relevantes. “As aulas abordam desde a natureza jurídica de empresas até procedimentos do programa Empresa Fácil. Com essa iniciativa, esperamos reduzir o número de exigências em processos, tornando-os mais ágeis”, completa Akel.

Fonte: ASN

Deixe seu comentário:









Digite este número...

O que você achou desta matéria?

Vote e ajude-nos a melhorar.



Os seu e-mail e o seu CPF não serão exibidos nos comentários. Eles serão guardados em nossa base para podermos atender você, cada vez melhor!

Boletins especiais