Histórico

Mais votados

Cadastre-se

Preencha os campos abaixo para receber o Boletim do Empreendedor gratuitamente:


3 dicas para sua empresa faturar na BLACK FRIDAY

Edição: 11/2016

Oficialmente, falta um mês para que as lojas anunciem suas promoções da Black Friday. Na prática, o comércio eletrônico já começou a divulgar a promoção nas redes sociais e preparar o consumidor. No ano passado, o evento movimentou R$ 1,5 bilhão, 76% a mais do que 2014, segundo dados do Busca Descontos. Em 2016, 96% dos clientes de e-commerces pretendem aproveitar a liquidação.

Criada nos Estados Unidos, a Black Friday é realizada todo ano no dia seguinte ao feriado de Ação de Graças e funciona como uma maneira de liquidar os estoques antes do Natal. Os descontos causam uma correria às lojas para garantir produtos com ótimo custo-benefício.

No Brasil, a ação acontece há poucos anos e ganhou uma má fama pela maquiagem de descontos. Conhecida por produtos pela “metade do dobro” do valor, a tática adotada por algumas lojas deixou consumidores desconfiados e comprometeu a imagem do evento. “Não adianta dar 10% de desconto e aumentar o valor do frete para fazer jogadas com os números. O consumidor não é bobo e percebe essas coisas”, diz Cassio Ferraro, consultor do Sebrae-SP.

Pensando nesta situação, a camara-e net criou, em 2013, Black Friday Legal, uma ação para conscientizar lojistas e consumidores a terem práticas corretas na liquidação.

Para participar da campanha e estampar o selo em seu site, o empreendedor deve seguir alguns requisitos como ter CNPJ, não estar na lista negra de lojas virtuais do Procon e fazer parte do Movimento e-MPE. “Fazemos um checklist e, sendo aprovada, a loja pode usar o selo no seu site e aparecer na nossa página, que funciona como uma vitrine online para direcionar os consumidores para os produtos desejados”, diz Gerson Rolim, consultor da Câmara Brasileira de Comércio Eletrônico (camara-e.net).

Com descontos reais, a promoção pode ser uma boa saída para produtos que ficaram encalhados. No ano passado, o consumidor gastou, em média, R$ 1098 na data, segundo um levantamento feito pelo Google. Os principais fatores na hora de decidir comprar são preço, parcelamento e custo de frete. “É uma boa oportunidade se você tem produtos em estoque que serão descontinuados e naturalmente entrariam em promoção. É um momento em que o consumidor vai estar atento às barganhas”, afirma Rodrigo Amantea, professor do Insper.

Confira abaixo as dicas dos especialistas para sua empresa participar da Black Friday:

1. Escolha bem os produtos e os descontos
O primeiro passo no planejamento é identificar quais produtos serão ofertados na promoção. A dica é escolher itens encalhados ou que estejam saindo de moda. “É uma oportunidade de reduzir estoque de produto que teve pouca saída”, diz Ferraro.

A próxima tarefa é calcular qual será o desconto. Isso depende de item a item e é primordial para não ter prejuízo. “É importante vender com alguma margem. Se vender com margem negativa, não vai recuperar esse prejuízo. Além disso, não fique muito empolgado com quantidade, porque quantidade sem margem é prejuízo”, diz Rolim.

A negociação com os fornecedores é essencial para conseguir oferecer descontos de verdade. “O valor do desconto depende muito desta negociação com o fornecedor”, diz Amantea.

2. Reforce sua estrutura

A Black Friday costuma acontecer em apenas um dia. Isso significa que seu site ou sua loja receberão um volume de clientes muito maior e é preciso estar pronto. “É um pico logístico e de acesso ao site gigantesco e tem que estar preparado para suportar essa visit, ou vai perder a venda e deixar consumidor insatisfeito”, diz Rolim.

No caso da entrega, o cuidado deve ser especial. Muita gente aproveita a promoção para comprar os presentes de Natal. Se o produto não for chegar a tempo, é preciso deixar isso claro antes da compra.

Quem vai promover o evento no ponto de venda também pode se preparar aumentando a equipe de atendimento e preparando a loja. “É bacana caprichar na vitrine e na decoração. O consumidor se encanta com vitrine bem decorada”, diz Ferraro.

Divulgar com antecedência é primordial para atrair clientes. “As empresas já estão divulgando, mas o ideal é potencializar isso com pelo menos 10 dias de antecedência, principalmente nas redes sociais”, afirma o consultor do Sebrae-SP.

3. Cuidado com o pós-venda
Os descontos da Black Friday são uma boa oportunidade para atrair novos clientes. Com uma boa oferta, os consumidores ficam mais suscetíveis a testar lojas novas. Por isso, é importante caprichar no atendimento durante e após a venda. “Hoje, o cliente entende que está na condição de comprador e quer o melhor do atendimento”, diz Ferraro.

O evento é também uma ótima oportunidade para conseguir cadastros. “Com os dados do cliente, você pode ofertar o produto certo para cada um”, afirma o consultor.

Fonte: PEGN

Deixe seu comentário:









Digite este número...

O que você achou desta matéria?

Vote e ajude-nos a melhorar.



Os seu e-mail e o seu CPF não serão exibidos nos comentários. Eles serão guardados em nossa base para podermos atender você, cada vez melhor!

Comentários (2)

-
(45) Boas dicas para alavancar as vendas
-
 Obrigado pelo comentário Celso.
-
(41) COMO FAÇO PARA PARTICIPAR DA PROMOÇÃO Black Friday
-
 Olá, fazer promoções é uma boa estratégia para vender mais, mas deve ser planejada para que realmente atinja os seus objetivos. Temos um curso online e gratuito sobre como vender mais e melhor, veja aqui: ead.sebrae.com.br/cursos/como-vender-mais-e-melhor

Boletins especiais