Histórico

Mais votados

Cadastre-se

Preencha os campos abaixo para receber o Boletim do Empreendedor gratuitamente:


Sua empresa está preparada para ser uma microfranquia?

Edição: 05/2011



Trabalhar para si mesmo, ter seu próprio negócio, planejar seu próprio horário de trabalho, esses são apenas alguns dos muitos benefícios que assalariados brasileiros – com perfil empreendedor – estão prospectando para suas vidas profissionais. É com o intuito de atingir este público que muitos empresários estão formatando suas marcas para se tornarem microfranquias. Mas as empresas estão formatadas para entrar neste promissor mercado?

Dados da Associação Brasileira do Franchising (ABF) revelam que o Brasil possui aproximadamente 2.500 franqueados deste segmento, e que existem no país pouco mais de 50 marcas. A previsão de crescimento do setor para 2011 deve chegar a 20%.

Para Batista Gigliotti, presidente da Fran Systems, consultoria em desenvolvimento de negócios e de franquias, “este mercado é promissor, já que os investimentos para o empreendedor entrar neste segmento chegam, no máximo, a R$ 50 mil. As microfranquias têm despertado o interesse, inclusive, da Classe C, que enxerga neste nicho uma alternativa válida – e próspera – para se tornarem empreendedores e ter seu próprio negócio”.

Com a tendência de forte crescimento das microfranquias, algumas empresas, que, até o momento ainda não pertencem ao segmento do franchising, estão formatando seus negócios, adaptando-se para atender a este novo empreendedor: que quer algo pequeno, mas com uma marca e know-how estruturados. Batista acredita que “para as empresas de pequeno e médio porte é uma grande oportunidade prepararem suas empresas para entrar neste mercado, e, assim, de expandirem suas marcas com rapidez e amplitude. E é bom aproveitar o momento, já que a demanda pela aquisição de uma microfranquia por enquanto terá poucas opções de investimentos, pois existem no Brasil pouco mais de 50 marcas atuando neste nicho de mercado”.

Cautela na hora de formatar seu negócio

As microfranquias, que foram criadas em 2007, na maioria das vezes, funcionam no modelo de home-based (baseadas em casa). Sem a necessidade de ter um ponto comercial - em alguns casos, o principal empecilho na hora de abrir uma empresa -, as microfranquias vêm conquistando muito espaço no setor do franchising, devido à rapidez de tornar em realidade o sonho de ser empreendedor.

Entretanto, para os empresários que desejam migrar seus negócios para este segmento, colocando suas empresas em evidência e transformando-as em microfranquias, orientação profissional e cautela são necessárias antes de qualquer mudança significativa. “Além disso, para entrar no mundo do franchising é essencial saber o que oferecer ao consumidor final e se o seu produto ou serviço possui um diferencial. Tornar este negócio possível nas mãos de terceiros é um desafio, tanto do franqueado, que terá que provar seu conhecimento empreendedor, quanto da empresa, que deve planejar sua entrada e sua formatação neste setor”, conclui Batista.

Fonte: http://www.empreendedor.com.br

Deixe seu comentário:









Digite este número...

O que você achou desta matéria?

Vote e ajude-nos a melhorar.



Os seu e-mail e o seu CPF não serão exibidos nos comentários. Eles serão guardados em nossa base para podermos atender você, cada vez melhor!

Comentários (5)

-
muito boa idea , preciso de alguma iformaçâo mais detalhada, pos o meu seguimento pode ,ter crecimento muito bom com esta inovação de franquear sera otima
-
bom !
-
gostaria de saber como anda a venda de pasteis, visto que estou de retorno ao brasil na cidade de MARinga, pr. e tem alguma empresa de renome pra franquiar o nome?
-
Temos um Restaurante Rural e Café Colonial em uma chácara em Colombo, 25 km de Curitiba, agora em maio completamos 5 anos de sucesso, oferecemos alimentação de ótima qualidade com gostinho de comida da vovó em um ambiente aconchegante e acolhedor. Estamos crescendo e nossa marca se fortalecendo a cada dia. Comos fazemos para descobrirmos quem tem interesse em franquear nosso negócio e manter nossa linha de exigência nos serviços, além da expansão do negócio?
-
Concordo plenamente com o texto apresentado, e a intenção em transformar o meu negocio numa micro-franquia atualmente, parece ser irreversível para atingir o crescimento de mercado que pretendemos alcançar.

Boletins especiais