Histórico

Mais votados

Cadastre-se

Preencha os campos abaixo para receber o Boletim do Empreendedor gratuitamente:


O que esperar para 2018? Descubra as oportunidades para o ano que vem

Edição: 06/2017

No entanto, a grande questão é em quê investir. As opções são sempre muitas e, claro, não existem fórmulas mágicas para o fazer sem risco. É, por isso, importante estar informado, perceber o mercado e contexto social e, acima de tudo, entender quais as grande tendências para este ano. Até porque vivemos numa era em constante mutação, em que o progresso tecnológico leva a transformações radicais em curtos espaços de tempo e que, portanto, fazem com que tenhamos de estar informados do mundo que nos rodeia. Assim, confira abaixo oito dicas de onde investir durante 2018.

01
Mantenha os jovens debaixo de olho


Os millenial, os jovens nascidos na mudança de século, estão a atingir a maioridade e começam a ser os consumidores de eleição. São jovens em geral qualificados, informados e com grande habilidade digital, que nasceram e cresceram em plena era tecnológica, que são portanto clientes com grande potencial. Por isso, entende-los – o que gostam, o que pensam, como agem… – é um passo fundamental para acompanhar num possível investimento de negócio.



No entanto, a grande questão é em quê investir?


02
Produtos tecnológicos


A inovação tecnológica continua a ser fundamental em 2018. É um passo decisivo para o sucesso de qualquer serviço ou produto e essencial para a alavancagem de qualquer marca ou empresa. Por isso, o casamento entre tecnologia e empreendedorismo será para manter durante 2018. O marketing digital, as plataformas autoexplicativas digitais e outras variantes continuarão a ser ferramentas essenciais e que permitem ganhar dinheiro sem ser necessário particulares conhecimentos técnicos.



03
O Personal Branding


É uma das grandes tendências do marketing para este ano. O Marketing Pessoal, ou seja, o trabalhar marcas pessoais, tem-se assumido como um instrumento decisivo para marcar a diferença dos produtos no actual mercado utlra-competitivo, desde que se tornou global.



04
Formação à distância


Com o advento da internet e a democratização das nova tecnologias, o trabalho deixou de ser necessariamente presencial. Cada vez miasmas o trabalho à distância é uma tendência dos tempos modernos. Por isso, as empresas vão necessitar cada vez mais de fardamentos eficazes para formarem os seus trabalhadores à distância.



05
Saúde e cuidado com o corpo


Provavelmente já reparou que uma das grandes tendências actuais é a preocupação com a saúde, nomeadamente com a nutrição e com os produtos que comemos. As pessoas têm-se tornado mais consciente não só dos seus actos de consumo, mas também do que comem. E, graças à evolução da tecnologia, esse acompanhamento não só é cada vez mais fácil, como incentivado pelas várias aplicações disponíveis no mercado. Por isso, tecnologias relacionadas com o desporto (o fintes, o running, o ginásio…), assim como aplicativos relacionados com o mercado da saúde e da nutrição, continuarão certamente a expandir-se durante 2018.



06
O comércio electrónico


Mesmo que a maioria das pessoas continue a afirmar que o grosso da suas compras é feita nas lojas físicas, o comércio electrónico continua a crescer e a expandir-se. Cada vez há mais pessoas a consultar as lojas on-line e a tomar as suas decisões na internet, mesmo que depois terminem a compra fisicamente. Por isso, as lojas e as marcas têm apostado cada vez mais no chamado e-commerce, até porque não estar na world wide web é como não existir. A internet é um mercado global de mais de 2 biliões de usuários que não pode ser ignorado.



07
Sustentabilidade e produtos sustentáveis


Tal como as pessoas estão mais conscientes do que comem, também a sustentabilidade é uma das grandes tendências actuais, que ao que tudo indica continuará a expandir-se durante este ano. As pessoas estão cada vez mais interessada em perceber de onde vêm e como vêm os produtos que consomem, optando antes por práticas mais sustentáveis e amigas do ambiente. Ou seja, a “cultura da sustentabilidade” irá continuar a crescer certamente.



Fonte: www.tribo51.pt

Deixe seu comentário:









Digite este número...

O que você achou desta matéria?

Vote e ajude-nos a melhorar.



Os seu e-mail e o seu CPF não serão exibidos nos comentários. Eles serão guardados em nossa base para podermos atender você, cada vez melhor!

Boletins especiais