Histórico

Mais votados

Cadastre-se

Preencha os campos abaixo para receber o Boletim do Empreendedor gratuitamente:


Especialistas apontam dez práticas que podem destruir um pequeno negócio!

Edição: 08/2011

 Especialistas apontam dez práticas que podem destruir um pequeno negócio!
Veja a lista das principais armadilhas apontadas por quem entende do assunto para manter o sucesso de um pequeno negócio

O empreendedor que começa seu negócio normalmente espera problemas, como os entraves burocráticos e as dificuldades financeiras dos primeiros meses.

Mas o pequeno empresário corre outros riscos, muitas vezes não tão óbvios.

1) Contratar pessoas baratas

"Esse não é nem risco, é certeza de derrota", diz Hélio Rodrigues da Costa, professor da Fundação Getúlio Vargas do Rio (FGV-RJ).

Para o especialista, muitas vezes uma pessoa qualificada para a vaga faz o trabalho de dois ou três funcionários. "É preciso identificar onde na empresa você precisa de pessoas-chave [e investir nisso]", diz Costa.

Reinaldo Miguel Messias, consultor do SEBRAE de São Paulo, vai além: "Se você pagar a média do mercado para contratar alguém que está do lado de fora [desempregado], você vai pegar os funcionários que as outras empresas não quiseram", diz ele.

A solução, para o especialista, é pagar mais para tirar bons funcionários de outras empresas.

2) Não reter funcionários e perder conhecimento humano

Esse risco é unânime entre os especialistas e, segundo eles, uma das maiores dificuldades de qualquer empresa é reter bons funcionários. "Hoje em dia é muito difícil achar pessoas comprometidas", diz Ana Lígia Finamor, professora da FGV-RJ.

Hélio Rodrigues da Costa alerta também que o conhecimento na empresa não pode ficar ligado a uma pessoa ou a um grupo de pessoas, para que o negócio não corra risco caso elas saiam.

Ou seja: é preciso evitar aquelas situações em que há tarefas que "só fulano sabe fazer". "As empresas treinam pessoas, mas têm poucos mecanismos para reter o conhecimento delas", diz o professor.

3) Não pagar funcionários e tributos dentro da legalidade

Para Messias, não pagar os direitos trabalhistas ou tributos e outras obrigações em dia é "um empréstimo a longo prazo", já que quase inevitavelmente a empresa vai ter que pagá-los posteriormente e em valor maior.

4) Não trocar fechaduras e cadeados e checar estuque do teto para evitar assaltos


Quando o empresário começa o negócio, alugando uma loja ou galpão, é preciso ficar atento à segurança. "Você não sabe quem alugou o imóvel antes", diz o consultor do SEBRAE, então é preciso trocar fechaduras e cadeados das portas.

O consultor do SEBRAE também aconselha que os empresários examinem o estuque do teto, para ver se ele é facilmente quebrável, pois ladrões podem entrar retirando telhas e roubar mercadorias e dinheiro.

5) Não respeitar a privacidade do cliente

O empreendedor deve ter cuidado com as boas intenções: às vezes, ao enviar cartões, presentes ou outras gentilezas à casa do cliente, pode causar problemas a ele, já que a compra feita pode ser uma surpresa para alguém ou mesmo um segredo.

Messias dá um exemplo: "O sujeito compra um carro e a concessionária manda flores para a casa dele agradecendo pela compra. O problema é que o sujeito é casado e o carro comprado não era para a família, e sim para outra pessoa."

6) Comprar para você, não para o cliente

O empresário precisa pesquisar e conhecer o gosto do cliente e fazer as compras com fornecedores de acordo com isso, e não com seu gosto pessoal, alerta o consultor do SEBRAE.

7) Colocar todos os ovos na mesma cesta

Uma situação frequente quando o empreendedor está começando os negócios é depender muito de um único cliente ou fornecedor. A situação deve ser evitada: "É um risco muito grande", diz Messias.

8) Não calcular todos os custos

Tanto antes de abrir o negócio, para preparar o imóvel, fazer contratações e formar estoque, quanto depois, com a empresa funcionando, é muito frequente que os empresários tenham problemas para estimar seus custos.

"Normalmente, a pessoa tem uma idéia, mas depois se surpreende com todos os gastos que precisam ser feitos", diz Costa, da FGV. Resultado: margem de lucro menor e ainda mais dificuldades para a pequena empresa.

9) Não se relacionar bem com fornecedores

"O fornecedor deve ser seu parceiro, ele vai te dar dicas de tendências, de estoque etc. Você vai ter vantagens", diz Messias, do SEBRAE.

10) Usar boas práticas sem adaptá-las à sua empresa

"Um dos maiores erros do pequeno empresário é pegar boas práticas que existem é achar que elas servem para todo mundo", diz o professor da FGV-RJ. "É preciso entender a lógica por trás da prática e adaptá-la à sua empresa."

Por exemplo, o sistema de pagamentos usado por uma grande empresa de mineração pode ser um exemplo de boa prática, mas dificilmente fará sentido para uma pequena padaria usá-lo.

Fonte: G1 - Paula Leite
Fonte: http://portal.pr.sebrae.com.br/blogs/blog/financas

Deixe seu comentário:









Digite este número...

O que você achou desta matéria?

Vote e ajude-nos a melhorar.



Os seu e-mail e o seu CPF não serão exibidos nos comentários. Eles serão guardados em nossa base para podermos atender você, cada vez melhor!

Comentários (23)

-
Muito bom!!! Gostei!
-
Boa tarde, Jonathan agradecemos o seu comentário Agora o SEBRAE/PR está com os vídeos SEBREA POCKET em maneira diferente de dar dicas e sugestões para o desenvolvimento da sua Micro ou pequena Empres, assista já: http://portal2.pr.sebrae.com.br/PortalInternet/Vídeos-Sebrae/SEBRAE-Pocket Tenha uma ótima tarde!
-
obrigado pelas dicas estou aprendendo cada dia mais.
-
Obrigada pelos comentários! Sucesso!
-
as dicas foram ótimas.. O sebrae é um parceiro e tanto para nos empresarios. Obrigado
-
Muito boa a matéria e as dicas
-
O empreendedor, principalmente o iniciante, cria um cenário otimista para os lucros, pois lhe falta cohecimento prático para visualizar que os custos muitas vezes podem superar as expectativas, podendo invibializar o negócio. Necessário acreditar mas pesquisar sempre. Ótima matéria.
-
Boa matéria. Simples e objetiva. Parabéns
-
Excelente! Muitas vezes achamos que estamos fazendo o "certo" devido ao conhecimento empírico, quando na verdade estudos e estatísticas evidenciam que estamos "errados".
-
obrigada pelas dicas! informaçao nunca é demais, principalmente para quem esta começando um negócio. e aprender com pessoas experientes é sempre muito bom!!
-
Está de parabens , sao pequenas frazes de um grande valor para pequenos empresarios como eu
-
Agradecemos os comentários! Um ótimo fim de semana a todos!
-
tia imprime e passa para o tio achei bem legal. bjos
-
otimas dicas para reforçar negócios para empresas com isso trabalhamos alertados para não errar em pontos pequenos que as veses não é dado atenção parabens.
-
Excelente matéria, pois ainda existem empresários que apostam na economia "burra", dispensando empregados melhores qualificados para admitir outros por menores salários, perdendo com isso cultura e conhecimento adquirido e agregando inexperiencia e provavelmente tranformando sua empresa em trampolim para esses novos buscarem futuramente melhores remunerações.
-
Ótima máteria, recomendo a todos.
-
Excelente matéria, pois ainda existem empresários que apostam na economia "burra", dispensando empregados melhores qualificados para admitir outros por menores salários, perdendo com isso cultura e conhecimento adquirido e agregando inexperiencia e provavelmente tranformando sua empresa em trampolim para esses novos buscarem futuramente melhores remunerações.
-
Estas dicas e de suma importancia para a gente que e pequeno empreendedor, gostaria de receber mais dicas assim , principalmente de como fazer o marketing do negocio. Obrigado e parabens pela materia.
-
A primeira prática, ou seja, "roubar" funcionários de outra empresa, provavelmente concorrente é deplorável ! Normalmente a empresa que assim procede está iniciando um período de grandes perdas ...
-
Realmente é muito importante calcular todos os custos.E sem contar com as despesas estras q surgem durante os percursos.
-
Excelente matéria, pois o pq. empreendedor muitas vezes no intuito de conquistar cliente e mercado age com imaturidade nestas questões. Otimas instruções. Parabens.
-
comentando o ítem 1 - no caso de contratar um empregado que preenche a vaga de 2 ou 3, isso é muito bom para o empregador, mas qto ao empregado?trabalho por 3 e ganha por 1??
-
comentando o ítem 1 - no caso de contratar um empregado que preenche a vaga de 2 ou 3, isso é muito bom para o empregador, mas qto ao empregado?trabalho por 3 e ganha por 1??
-
Excelente matéria, gostei muito e creio ser bastante proveitoso para quem esta começando um negócio. Parabens pela matéria.

Boletins especiais