Histórico

Mais votados

Cadastre-se

Preencha os campos abaixo para receber o Boletim do Empreendedor gratuitamente:


Você pensa assim?

Edição: 09/2017

Equívocos sobre inovação

Na cultura empresarial brasileira, ainda existem grandes equívocos sobre a inovação que desestimulam nossos empresários sobre a importância de inovar.

Segundo a cartilha do SEBRAE Faça Diferente com o título “Como a pequena empresa pode lucrar com a Inovação?” São esses os principais equívocos:

1. Inovação é um processo que deve resultar em produtos, processos e métodos totalmente revolucionários, além de gerar patente.

Isso é apenas uma parte, e a menor, da realidade da inovação. A maioria das inovações são as chamadas incrementais, em que se fazem pequenas melhorias e mudanças em produtos, processos e métodos e se conseguem ganhos para a empresa. São essas inovações incrementais que devem ser buscadas continuamente por micro e pequenas empresas.

2. A inovação depende apenas dos avanços da ciência e da tecnologia e somente grandes empresas podem bancar a inovação.

Nada mais falso. A inovação se dá pelo aproveitamento de ideias simples postas em prática no chão de fábrica, pela adaptação de tecnologias já disponíveis na empresa e, o que choca muitos, até pela cópia e melhoria de inovações já disponíveis no mercado. Um exemplo muito simples: uma alteração de leiaute, numa empresa de confecções pode trazer ganhos de produtividade importantes, e por consequência, aumentar os lucros. É, portanto, uma inovação e não tem nada de ciência ou de pesquisa básica.

3. A empresa, para inovar, deve estar ligada a uma universidade ou instituto de pesquisas que a abasteçam com as pesquisas que produzem.

Essa também é uma meia verdade. Se, para inovar, a empresa puder manter uma relação de parceria com universidades e centros de pesquisa, será ótimo. Mas essa não é a única maneira de inovar. É perfeitamente possível inovar dentro da empresa, com seus próprios recursos, desde que haja atitude do empresário em ser inovador.

4. O meu mercado/setor não exige inovação.

Quem pensa assim certamente será surpreendido. Mais hora, menos hora, uma determinada empresa vai aparecer com uma inovação e se destacar em um mercado/setor que parecia estar navegando em águas mansas. Inovação é para empresas de todos os setores, mercados e tamanhos.

Os pequenos negócios, quando comparadas com as grandes corporações, tem uma vantagem quando se trata do processo decisório. Pois as micro e pequenas empresas conseguem tomar suas decisões mais rapidamente, uma vez que envolve menor número de pessoas, por isso fica uma dica para que usam de um processo participativo, porque facilita a implementação da decisão, uma vez que a ideia já foi incorporada pela empresa. Manter sua agilidade decisória é o grande mérito das pequenas empresas.

Fonte: Blog Sebrae/PR


Deixe seu comentário:









Digite este número...

O que você achou desta matéria?

Vote e ajude-nos a melhorar.



Os seu e-mail e o seu CPF não serão exibidos nos comentários. Eles serão guardados em nossa base para podermos atender você, cada vez melhor!

Comentários (1)

-
(41) Olá, Acho que o Sebrae deveria fazer parcerias entre pequenos empreendedores com ideias inovadoras com as grandes marcar ! Na verdade ñ achei nenhum apoio no Sebrae estou tentando uma parceira com uma associação de grandes empresas . Obrigada

Boletins especiais