Histórico

Mais votados

Cadastre-se

Preencha os campos abaixo para receber o Boletim do Empreendedor gratuitamente:


Quanto inovador você é?

Edição: 09/2017

Qual o seu perfil quando se trata da inovação?

Nesta semana participei de uma mesa redonda sobre inovação com alguns empresários e pude constatar que há pelo menos três perfis de empreendedores quando se fala de adotar medidas inovadoras para as empresas.

Empreendedor Defensivo – Aquele que em seu discurso e prática costuma dizer:

“Nossa empresa sempre fez assim”; “Nosso mercado não exige isto”; “Vamos esperar um pouco mais, para ver se não é somente um modismo e se a concorrência fizer, nós também o faremos”; “Inovação é para grande empresas”.

Empreendedor Gerencial – Aquele empreendedor que adota procedimentos de inovação como um processo da empresa, mas que acaba por fazer a inovação incremental ou pequenas melhorias de produto e processos, cujo discurso principal é:

“Isto é parte do nosso negócio”, ”É uma questão de sobrevivência da organização”.




Empreendedor Estratégico – Aquele cujo discurso e ação levam a organização a promover periodicamente inovações incrementais e de ruptura ou radicais, uma vez que faz parte da sua fala o seguinte:

“A inovação é que nos diferencia no mercado”;

“O legado da nossa empresa é atender necessidades, problemas e desejos da sociedade de preferência na abrangência global”;

“O risco faz parte da nossa atividade , quando a ideia é relevante, damos o nosso melhor para viabiliza-la”.

Os três perfis são relevantes e importantes já que criam empregos, distribuem rendas, mas existem diferenças significativas entre eles. Por exemplo, o Empreendedor Inovador Defensivo, tem foco em seguir as tendências, além disso, investe muito do seu tempo na operação e pouco no desenvolvimento de novas soluções, costuma dar ênfase nas reclamações, seja do concorrente, do mercado, do governo e assim por diante. Enquanto o Empreendedor Inovador Estratégico, busca criar tendências, descobre nichos de mercados, investe muito do seu tempo no desenvolvimento de novas soluções, dá ênfase na busca de alternativas sejam elas de captação de recursos, seja na criação do futuro desejado. Reclama das condições estruturais da economia mas não se deixa paralisar por elas.

Uma das perguntas que sempre faço aos empreendedores está relacionada ao tempo que ele deseja que sua empresa permaneça no mercado. Alguém pode perguntar: O que isto está relacionado com a inovação? No meu entendimento, tudo.



Se você quer que sua empresa dure uma dezena de anos, provavelmente as ações que o empreendedor desenvolverá estão relacionadas à defesa ou aquisição de capital para esta duração de tempo. Logo a sua estratégia é de sobrevivência e manutenção do seu posicionamento no mercado. A sua empresa promoverá algumas melhorias, algumas inovações incrementais, mas poderá ser substituída a qualquer momento dependendo da tecnologia instalada. Observem por exemplo o que o comercio eletrônico tem feito com os shoppings atacadistas e o comercio tradicional de uma forma geral. A tecnologia diminuiu a distancia entre quem produz e quem compra.

Se você deseja que sua empresa dure pelo menos uma centena de anos, terá que necessariamente promover inovações de forma constante inclusive com inovações impactantes, precisa pensar na expansão da mesma.

O empreendedor que cria este tipo de empresa e deseja que esta sobreviva centenas de anos independente dele, deve pensar nas competências desta instituição. Sim, porque uma empresa que dura mais de uma centena de anos não é uma empresa qualquer. É um estabelecimento que é quase de utilidade pública por que é reconhecida e institucionalizada pela sociedade onde está inserida como um ente relevante e necessário, se não fosse desta forma não conseguiria permanecer no mercado tanto tempo, mas isto é assunto para outro post.

É uma organização que desenvolve pessoas capazes de darem esta perenidade a ela.

Não me esqueço sempre de dizer que a inovação está mais para o empreendedor do que para o porte da empresa. A duração do negócio da empresa está diretamente ligada com a capacidade de inovação das pessoas ligadas a empresa, sejam internas ou externas.

Então, qual o seu perfil com relação à inovação? Deixe o seu comentário, a sua opinião.

Fonte: Blog Sebrae/PR


Deixe seu comentário:









Digite este número...

O que você achou desta matéria?

Vote e ajude-nos a melhorar.



Os seu e-mail e o seu CPF não serão exibidos nos comentários. Eles serão guardados em nossa base para podermos atender você, cada vez melhor!

Boletins especiais