Histórico

Mais votados

Cadastre-se

Preencha os campos abaixo para receber o Boletim do Empreendedor gratuitamente:


Quer empreender? Apaixone-se e trabalhe, trabalhe, trabalhe ...

Edição: 12/2011

O suíço Ronald Degen, um dos primeiros a trabalhar com o conceito de empreendedorismo no Brasil, poderia facilmente esconder sua origem estrangeira. Com um português perfeito, o executivo e acadêmico teve desde cedo contato com o mundo dos negócios e com o Brasil. Nascido em Yokohama, no Japão, onde seu pai era proprietário de uma trading, Degen acabaria mudando com sua família para o Brasil, depois de uma breve passagem pela Suíça, após o início da Segunda Guerra Mundial e a ruína dos negócios familiares no Extremo Oriente.
Seu pai abriria uma nova empresa aqui, e ele, muitos anos mais tarde, começaria a estudar e a ensinar os conceitos relacionados ao empreeendedorismo nas universidades brasileiras. Em 1980, já como um executivo bem-sucedido da Villares, Degen introduziria na FGV-SP o que alguns consideram o primeiro curso de empreendedorismo do país. Da experiência acadêmica, nasceria o livro O Empreendedor: fundamentos da iniciativa empresarial. Uma das primeiras obras em português a tratar do tema, ela seria publicada pela editora McGraw-Hill em 1989 e se tornaria um best-seller. Atualmente, Degen atua como coordenador de Pós-MBA de Estratégia da HSM Educação.

Paralelamente à vida acadêmica, o engenheiro de formação construiu uma sólida carreira empresarial, tendo sido presidente da Amanco Brasil e Argentina, da CPFL e da Elevadores Schindler do Brasil. Todos esses anos estudando o mundo dos negócios e fazendo parte dele, deram a Degen uma certeza: qualquer um pode se tornar um empreendedor. Para isso basta, segundo ele, conhecer bem determinada área e ter paixão. “Atualmente, todos nós nascemos mais ou menos iguais. O que acaba nos diferenciando são nossas experiências”, diz ele. Mas se todos podem ser empreendedores, isso não significa que não haja um momento na vida em que a situação conspire mais a favor da criação de novos negócios. “As coisas que mais afetam a decisão de se lançar como empreendedor são as obrigações financeiras e familiares. Por isso que eu digo que existe uma janela de oportunidade na universidade. Não é à toa que é de lá que saem as grandes ideias”. Interessado nos conselhos de Degen? Leia a entrevista abaixo:

Qual a importância do empreeendedorismo para a sociedade?
No mundo todo, a máquina que faz girar a economia são novos negócios. Os EUA cresceram através de seus empreendedores. A revolução industrial foi feita por empreendedores. É do empreendedorismo que surge a geração de riqueza, de novos produtos, de novas ideias. Quando dava aulas na FGV, começava o curso dizendo que a desigualdade social fazia do Brasil um país insustentável. Perguntava aos alunos se eles gostariam de ficar milionários. E dizia: pois fiquem, é importante, porque se vocês ficarem milionários vão gerar empregos, riqueza e ajudar a desenvolver o país.

Para ser empreendedor, é preciso ser inovador?
Depende do que você chama de inovador. Vamos pegar o iPod como exemplo. O que o Steve Jobs fez não foi criar uma coisa nova. A grande invenção foi a Sony ter criado o Walkman e o advento da flash memory. Com isso, veio a criação do MP3, que foi uma renovação. O iPod não é nada mais do que um MP3. Existem dois ângulos de inovação: o do sentido e o da tecnologia. O MP3 foi um desenvolvimento na linha da tecnologia. O que o Steve Jobs fez foi um desenvolvimento na linha do sentido. O sentido é a experiência que o produto lhe proporciona. Jobs não inovou na tecnologia. Na realidade, ele inovou na experiência. Ele desenvolveu uma experiência completa, desde a compra na Apple Store ao uso do iTunes. As outras empresas não ofereciam isso. Portanto, não é preciso ser revolucionário para empreender.

Existe uma velha discussão sobre se é possível ensinar alguém a ser empreendedor. O que o senhor acha?
Eu acredito fortemente que sim. Atualmente, nós nascemos mais ou menos iguais. O que acaba nos diferenciando são nossas experiências, a influência que o ambiente tem sobre nós. Quanto mais experiências você tiver, melhor. Meu filho é diretor de criação de uma agência de publicidade. Ele ganha muito bem, tem prêmios e me diz que muito de sua criatividade se deve ao número de experiências que ele viveu. Quando ele era criança, eu o levava duas vezes por ano para viajar o mundo. O fato de ele ter viajado tanto e ter visto tanta coisa ajudou em sua formação.

O que alguém que está pensando em abandonar sua carreira para virar empreendedor deve se perguntar antes de tomar esta decisão?
Eu acho que primeiro essa pessoa tem que dominar alguma coisa. Se você quer montar um restaurante, saiba cozinhar, saiba servir. Vá trabalhar na cozinha, vá ser um aprendiz. Se você não dominar nada, não faça isso. Ou se associe a alguém que tenha esse domínio. A sociedade entre o Steve Wozniak [co-fundador da Apple] e o Jobs foi mais ou menos isso. O Wozniak era um gênio, mas não sabia aplicar seu conhecimento em eletrônica para fazer negócios. Se você analisar as grandes empresas bem-sucedidas, vai perceber que raramente elas foram fundadas por uma única pessoa. São sempre dois ou três, como foi o caso de Jobs e Wozniak e da HP [criada por David Packard e Bill Hewlett].

E qual a melhor maneira para conseguir dominar uma área?
Bom, se você tem interesse e gosta de alguma coisa tem que se dedicar muito. Eu fiz uma pesquisa anos atrás sobre as boutiques de sucesso dos shoppings. Descobri que a maioria delas foi criada por empresárias que começaram como sacoleiras. Ao mesmo tempo, percebi que muitas das boutiques surgiam porque o marido queria dar o dinheiro para a mulher abrir uma loja, mas fracassavam. Quem tem dinheiro contrata um consultor de moda, que provavelmente é amigo de uma confecção, e põe lá um estoque que não sai. Acaba não funcionando. Mas a sacoleira conhece o mercado, sabe o que vende e do que as mulheres gostam. Ela sabe que uma gordinha não deve usar listras horizontais. E sabe como tem que tratar o cliente. Ou seja, com esse know-how é possível montar um negócio. Se não for por esse caminho, não funciona. Muitas vezes, as pessoas simplesmente decidem que querem montar um negócio. Não vai passar um cavalo selado se você não sabe o que quer. Todos os negócios de sucesso são baseados em um conhecimento que o empresário tem ou numa combinação feliz de conhecimentos suplementares entre sócios.

Qual é a maior dificuldade para se montar hoje um negócio de sucesso?
Falta de ideias e de conhecimento. Você sabe como começou a companhia aérea americana JetBlue, fundada pelo David Neeleman [proprietário da Azul no Brasil]? Ele começou trabalhando numa agência de viagem, onde vendia passagens para o Havaí. Para mandar os turistas para lá, ele resolveu organizar voos fretados. De repente, ele percebeu que tinha um volume de passageiros tão grande que valia mais a pena fazer um leasing do que alugar um avião. Daí, surgiu a JetBlue. Quando você tem o conhecimento, você consegue os recursos financeiros necessários para abrir a sua empresa. Mas é preciso se dedicar a fundo.

É mais difícil virar empreendedor no Brasil do que em outros lugares do mundo?
Não. Tanto que há mais empreendedores aqui do que nos EUA. O volume absoluto de empreendedores que se gera todo ano no Brasil é superior ao dos EUA. A diferença é que mais de 50% dos empreendedores brasileiros são empreendedores por necessidade. São aqueles que viram empresários, porque precisam dar um jeito de se sustentar. Os demais são empreendedores por oportunidade, que podem se dedicar a algo que gostam, como foi o caso do surgimento da Cacau Show, do Alexandre Costa. Ele começou fazendo trufas aos 17 anos e transformou aquilo num negócio. Agora, sua marca já conta com mais de mil lojas.

Mas existe obviamente uma grande diferença entre os EUA e o Brasil neste aspecto ...
Sim, o que acontece é que o que gera um maior efeito multiplicador são os negócios de alto impacto. E eles são raridade dentre os novos negócios criados no Brasil. Nesse ponto, o país é fraco. E por quê? Porque as universidades são fracas, os centros de pesquisa são fracos e os engenheiros são fracos. O Brasil hoje é uma vergonha. Só 10% dos jovens formados nas universidades são engenheiros. Na China, esse número sobe para 40%, que é mais ou menos o padrão mundial. E os cursos de engenharia no Brasil, por falta de verba e laboratório, são fracos, mal quebram o galho. Faltam, portanto, engenheiros de alta capacidade. Como se desenvolve então negócios de alta tecnologia?

Mas é preciso ser engenheiro para montar um grande negócio?
Veja bem, infelizmente, a maioria dos negócios de alto impacto tem conteúdo tecnológico. A cidade de Santa Rita do Sapucaí, por exemplo, é uma área de empreendedores. Lá, tem negócio para tudo quanto é lado. Por que isso aconteceu? Uma senhora, que era esposa de um embaixador do Brasil no Japão, encantou-se com o desenvolvimento tecnológico. Quando ela voltou para Santa Rita, ela decidiu fazer alguma coisa pelo Brasil e montou uma escola técnica na cidade. Essa escola técnica permitiu a criação de inúmeros negócios. Hoje, Santa Rita está cheia de pequenas fábricas de eletrônicos.

Existe uma idade ideal para começar a empreender?
As coisas que mais afetam a decisão de se lançar como empreendedor são as obrigações financeiras e as obrigações familiares. Quando você sai da universidade, arranja um emprego, casa e tem filhos, você vira escravo do salário. E aí você largar tudo para montar um negócio incerto, tendo que pagar a escola dos filhos .... acabou. Por isso que eu digo que existe uma janela de oportunidade na universidade. Não é à toa que é de lá que saem grandes ideias. A Apple e o Facebook, por exemplo, surgiram no ambiente da faculdade.

Mas não falta aos jovens uma certa maturidade?
Vai dizer isso para o pessoal que montou o Facebook. Vai contar isso para o Steve Jobs ou para o Bill Gates. Experiência de vida? Que experiência de vida? Eu vou tentando, vou arriscando. O Facebook começou com uma besteira, com um despeito por causa de uma menina.

Pela sua experiência, quais são as características que os empreendedores bem-sucedidos têm em comum?
O Bernard Shaw [dramaturgo irlandês] define para mim muito bem isso. Ele dizia que o homem conformado se adapta ao mundo e o não conformado tenta adaptar o mundo a si. Pronto. Aqueles não conformados são os empreendedores. São as pessoas que têm vontade de realizar. Eles querem ser os melhores. Essa necessidade de realizar é o que distingue as pessoas. Isso vale para tudo. Vale para a natação, basquete, tudo. Para o empreendedorismo, não é diferente. Para ser um bom empreendedor, é preciso ser um apaixonado.

Existe alguma cultura que se destaque mais por formar empreendedores?
Infelizmente, a cultura anglo-saxã neste ponto é mais favorável do que a latino-americana. Você já deve ter visto filmes americanos onde as crianças preparam limonada para vender, aprendem a cortar a grama do vizinho para ganhar dinheiro e distribuem jornal. E isso é muito comum lá, mas não é aqui. E sabe por quê? Aí vem o problema da diferença social. Trabalho manual no Brasil é considerado para pobre. Se você distribuir jornal aqui, você vai ganhar muito pouco. Não vale a pena para você ‘sujar suas mãos’. E o que seus amigos iriam falar de você se eles te vissem distribuindo jornal ou se você decidisse trabalhar como sacoleiro? Essa diferença social faz com que a sociedade brasileira não queira ‘sujar as mãos’. E, infelizmente, para montar um negócio é preciso sujar as mãos.

E qual você diria que é o ponto forte dos brasileiros?

Os brasileiros são bons chutadores. O que eu quero dizer com isso é que uma certa irresponsabilidade é bom. Os brasileiros arriscam mais. Se você pegar um operário brasileiro, ele está muito mais disposto a assumir riscos. Ele diz vamos tentar. Os alemães, por exemplo, se não conhecem determinados negócios, dizem não conheço, não sei. O brasileiro vai tentar dar um jeitinho. E esse jeitinho muitas vez dá certo.

A vida do empreendedor precisa necessariamente ser sofrida?

Sim. Tudo que tem sucesso, desculpe-me, é assim. E não é sofrida a palavra correta. Não aconteceu nunca de você se entusiasmar bastante com alguma coisa e chegar a varar a noite? É o que acontece geralmente com as pessoas bem-sucedidas. Elas se entusiasmam tanto pelo trabalho que se esquecem de almoçar, de jantar etc. Para ser empreendedor, é preciso ter paixão. Esse entusiasmo é fundamental para o sucesso.

Qual é a principal motivação que leva as pessoas a empreenderem? É querer ficar rico, se livrar do patrão ...
É a necessidade de realizar. É tão simples quanto isso. Ficar rico muitas vezes é consequência, não é a motivação do empreendedor. O negócio é importante e o dinheiro é parte da equação. Se o empreendedor não for um apaixonado, ou não estiver motivado por alguma coisa, é difícil ele e seu negócio darem certo.

Épocas de crise, como a que estamos vivendo, são boas para começar a empreender?
Quando há uma crise econômica, nós temos uma onda de empreendedorismo muito maior. Se as pessoas são despedidas e levam um dinheirinho, elas geralmente vão comprar um táxi, montar algum negócio, etc. Mas são negócios por necessidade. Agora, de repente, o cara se descobre um bom empreendedor e o negócio por necessidade vira por oportunidade.

Fonte: http://epocanegocios.globo.com

Deixe seu comentário:









Digite este número...

O que você achou desta matéria?

Vote e ajude-nos a melhorar.



Os seu e-mail e o seu CPF não serão exibidos nos comentários. Eles serão guardados em nossa base para podermos atender você, cada vez melhor!

Comentários (38)

-
Muito bacana e falado com muita simplicidade... Participei do Programa EMPRETEC do SEBRAE, mas em nenhum momento obtive informações semelhantes ao dessa entrevista. Não vou mais esquecer desse nome...
-
Olá Paulo, bom dia!

Obrigada por comentar. Aproveite para descobrir qual é o seu perfil empreendedor. Faça o teste agora mesmo e descubra, acesse: www.perfildoempreendedor.com.br


Obrigada e boa sorte!
-
MUITO BOA AS PERGUNTAS E RESPOSTAS.
-
Olá José Ricardo, boa tarde!

Obrigada por comentar. Curta a fanpage do SEBRAE/PR no facebook e receba dicas de empreendedorismo diariamente. https://www.facebook.com/prsebrae


Obrigada e boa sorte!
-
Ótima matéria! Trabalho em uma multinacional e nos horários vagos saiu para vender produtos sensuais... estou muito entusiasmado, só falta mais tempo,hehe... E agora estou empreendendo outra atividade, estou montando uma pequena fábrica de acessórios. Gostaria de mais algumas dicas, sei que o SEBRAE tem bons cursos, lógico, já fiz três deles. Mas preciso de seu conselho e dica para que tudo que estou fazendo de certo. Abraços!
-
Olá Wagne, boa tarde!

Aproveite para fazer um planejamento na semana do microempreendedor individual, confira a programação em sua cidade e participe: http://bit.ly/10gin4R

Ou ligue para a central de relacionamento do SEBRAE/PR 0800 570 0800 e se inscreva.

Obrigada e boa sorte!
-
MUITO RICA EM CONHECIMENTOS A MATERIA, QUERO MONTAR UM NEGOCIO ESTOU PESQUISANDO IDEIAS PRA DA CERTO, ESSA MATERIA MIM AJUDOU MUITO.
-
Muito boa entrevista, as diferenças culturais são boas e ruins para o Brasil. E mais ou menos dizer :SOU BRASILEIRO NÃO DESISTO NUNCA.
-
Olá Cristiano, bom dia!

Obrigada por comentar. Aproveite e conheça o portal SEBRAE/PR com mini aulas, Blog com temas diversos, matérias interessantes sobre empreendedorismo, programação dos cursos on line e presencial e o mais importante, tudo gratuito. Acesse: WWW.sebraepr.com.br

Obrigada e sucesso.
-
Muito boa matéria!!!
-

Olá Luciano, boa tarde!

Obrigada por comentar. Conheça a nova coleção de vídeos do SEBRAE Pocket, são mini aulas em temas diversos com dicas para serem utilizadas no dia a dia, aproveite!

http://www.sebraepr.com.br/PortalInternet/Vídeos-Sebrae/ch.SEBRAE-Pocket-2013.com

Obrigada e sucesso!

-
Bom dia! matéria otima!!
-
Olá Sheila, boa tarde!

Obrigada por comentar.
-
Muito bom este comentário gostei
-
Olá Wulisses, boa tarde!

Obrigada por comentar. Conheça o portal do SEBRAE/PR, acesse: www.sebraepr.com.br 


Obrigada e sucesso!
-
Muito bom. Abraços..
-
Bom dia Carlos Cesar.

Obrigada por comentar. Aproveite e assista aos vídeos da nova coleção SEBRAE Pocket, acesse: http://bit.ly/17jkASr


Obrigada e sucesso!
-
O artigo é muito bom.O autor narra as diferenças culturais como forma de incentivar o empreendedorismo. A incapacidade universitária na formação de novos empreendedores, enfim abriu um leque de novas idéias.
-
Olá Vanderlei, bom dia.

Obrigada pelo comentário. Teste o seu perfil empreendedor, acesse o link e descubra: www.perfildoempreendedor.com.br

Obrigada e sucesso!
-
interessante
-
Mauricio, bom dia!

Obrigado pelo comentário. Curta a fanpage do SEBRAE/PR no facebook e receba dicas diárias sobre empreendedorismo. http://on.fb.me/134TJYO


Obrigado e sucesso!
-
muito bom...me deu idéias
-
Olá Wanderelei, bom dia.

Obrigada pelo comentário. Conheça a coleção de vídeos SEBRAE Pocket http://bit.ly/10fPbuG 


Obrigada.
-
Fantástico, sou um empreendedor desde meus 27 anos, hoje aos 50 anos, acho que a matéria tem tudo a ver.
-
Olá Luiz Claudio, bom dia!

Obrigada por comentar. Aproveite para conhecer a coleção de vídeos SEBRAE Pocket, acesse: http://bit.ly/10fPbuG


Obrigada e boa sorte!
-
Boa tarde, Estou gostando muito, pois vou abrir minha loja de esmaltaria agora em junho e para mim esta sendo uma aula, aguardo mais comentários. Abraço.
-
Olá Doranei, bom dia!

Obrigada por comentar. Conheça a coleção de vídeos do SEBRAE Pocket, são mini aulas em diversos temas com dicas interessantes para serem utilizadas no dia a dia dos empresários. Acesse: http://bit.ly/10fPbuG

Obrigada e sucesso!
-
Matéria maravilhosa. É exatamente o que estou vivendo hoje. Compromissos financeiros e familiares, mas conseguirei vencer porque sou um apaixonado pelo que faço.
-
Bom dia Jurandir.

Obrigada por comentar. Faça o teste e descubra qual é o seu perfil empreendedor, acesse www.perfilempreendedor.com.br


Sucesso!
-
Estou querendo abrir o meu próprio negocio , quando leio essa matéria fico mais otimista porque estou no caminho certo tenho quase todas as qualidades sou uma pessoa apaixonada por tudo o que faço a matéria foi bastante esclarecedora. Estou precisando de orientação como conseguir um bom financiamento .
-
Olá Juliana, bom dia!

Obrigada pelo comentário. Faça um teste para descobrir qual é o seu perfil empreendedor, acesse: www.perfildoempreendedor.com.br

Agende um horario com um consultor SEBRAE/PR ligue para a central de relacionamento 0800 570 0800


Obrigada e sucesso!
-
A matéria foi bem esclarecedora.
-
Olá Tania Mara, bom dia!

Obrigada por comentar.
-
Quero começar um negocio, tenho já tudo encaminhado, gostaria de um consultor, com visão de mercado para me orientar.
-
Bom dia, Denise!

Obrigada por comentar. Agende um horário com um consultor SEBRAE/PR e tenha um atendimento gratuito e personalizado. Ligue para a central de relacionamento 0800 570 0800. Se preferir, solicite uma visita.


Obrigada!
-
Simplesmente Fantástico suas palavras Degen. Trabalho no setor da Saúde, nossa Empresa é Familiar e tem mais de 30 anos (mais velha do que eu) de História. Adorei e concordo plenamente que a Experiência é um dos ponto chave para o Empreendedorismo. Se você conhece o que esta fazendo, você faz com segurança, o que é muito mais seguro.Quanto mais resultado positivo$$ você tem, mais animo e vontade de trabalha nós dá. Faça o que você Ama virar rotina inteligente (idéias novas sempre surgem) e terás ótimos resultados. Parabéns mais uma vez.
-
Carla, bom dia!

Obrigada pelo comentário. Curta a fanpage do SEBRAE/PR e saiba tudo o que está acontecendo no mundo do empreendedorismo. http://on.fb.me/134TJYO

Obrigada e sucesso!
-
SOmente uma palavra, espetacular!
-
Olá Bruno, bom dia!

Obrigada por comentar. Acesse o portal SEBRAE/PR e fique por dentro de tudo o que acontece no mundo do empreendedorismo. www.sebraepr.com.br


Obrigada e boa sorte!
-
REALMENTE, PRIMEIRO PLANEJAR,VONTADE DE TRABALHAR,NÃO TER MEDO DE SUJAR AS MÃOS E 100% DE DEDICAÇÃO.
-
Olá Geraldo, bom dia!

Obrigada por comentar. Você conhece a coleção de vídeos SEBRAE Pocket? São mini aulas em temas diversos com dicas interessantes para serem utilizadas no dia a dia.
Acesse agora mesmo. http://www.sebraepr.com.br/PortalInternet/Vídeos-Sebrae/ch.SEBRAE-Pocket-2013.com


Obrigada e sucesso!
-
Parabéns ao Boletim do Empreendedor pela matéria e ao professor Ronald Degen por sua contribuição. Acredito que o principal entrave para o empreendedorismo é o receio de arriscar, de comprometer o sustento da família. Mas isso é que diferencia as pessoas. Se temos uma boa ideia, precisamos colocar em prática.
-
Olá Altair, bom dia!

Obrigada por comentar. Aproveite para saber qual é o seu perfil empreendendor, acesse: www.perfildoempreendedor.com.br

Obrigada e sucesso!
-
Caro Degen, quanta injeção de ânimo para mim que estou na linha entre emprego formal devido à responsabilidade financeira e familiar versus empreender por necessidade de realizar algo!Parabéns pela entrevista.
-
Olá Alberto, boa tarde!

Obrigada por comentar.

Aproveite para testar e descobrir qual é o seu perfil empreendedor, acesse WWW.perfildoempreendedor.com.br

Obrigada e boa sorte!
-
Este artigo é fantástico e transmite a mais pura realidade. Eu sou completamente apaixonada pela minha loja e digo mais, esqueço de fazer as refeições e de ir ao toalete, justamente por viver intensamente essa paixão pelo meu negócio. É simplesmente maravilhoso.
-
Olá Adriana, boa tarde.

Obrigada por comentar.

Conheça os novos vídeos da coleção SEBRAE Pocket, são vídeos criados sob medida aos empresários recheado de dicas para serem utilizadas no dia a dia da sua empresa.
http://www.sebraepr.com.br/PortalInternet/Vídeos-Sebrae/ch.SEBRAE-Pocket-2013.com


Obrigada, boa sorte!
-
Bom dia, sou fotografo a 10 anos e a dois abri meu estúdio, trabalho com fotografia escolar, eventos e produção de book, mas sempre entro em guerra comigo quando vejo grandes profissionais, falando que você deve se dedicar a uma área especifica, eu gosto de atuar tanto produzindo book no meu estúdio como fotografando eventos, e hoje ainda tenho muita vontade de aprender a filmar usando as câmeras fotográficas. sou apaixonado por produção de imagem mas não me considero um bom vendedor,
-
Olá Julio Cesar, boa tarde!

Obrigada por comentar. Aproveite para testar e descobrir qual é o seu perfil empreendedor, acesse WWW.perfildoempreendedor.com.br

Conheça os novos vídeos da coleção SEBRAE Pocket, são vídeos criados sob medida aos empresários, recheado de dicas para serem utilizadas no dia a dia da sua empresa.
http://www.sebraepr.com.br/PortalInternet/Vídeos-Sebrae/ch.SEBRAE-Pocket-2013.com

Obrigada, boa sorte!
-
Estou montando uma Clinica Médica, na Cidade de Lauro de Freitas-BA, estou necessitando de auxilio financeiro. Como proceder para que o Sebrae me auxilie nos sistemas de informática e empreendorismo. José Reis - 79 8839-1428
-
Olá José Reis, bom dia!

Obrigada por comentar. Converse diretamente com um dos consultores do SEBRAE agende um horario para ter um atendimento gratuito e personalizado, ligue para 0800 570 0800.

Aproveite para testar o seu perfil empreendedor, acesse: www.perfildoempreendedor.com.br

Obrigada e sucesso.
-
esses esclarecimentos, ajuda lapidar idéias e nos faz viajar no mundo de possibilidades.
-
Oi José! Maravilha! Abraços e sucesso!
-
Achei importantíssimo essa matéria, ele disse exatamente o que eu precisava saber. Muito bom!
-
Olá Leda! Obrigada pelo comentário! Abraços e sucesso!
-
Acabei de encerrar um negócio que não deu certo, após 5 anos. Vou continuar tentando.Estou em fase de definir "O que montar" Tenho 52 anos.
-
Lauro, obrigada por compartilhar! Sucesso!
-
Não tem jeito, para obter sucesso, necessitamos de inspiração e muitíssima transpiração! Mas, o que fazer para obter e manter o foco?
-
Olá Erica! Para manter o foco é necessário estabelecer metas a curto, médio e longo prazo e estar sempre atenta às tendências e novidades do mercado, além de monitorar seus concorrentes. Abraço e sucesso!
-
Adorei a matéria. Sou formada em escultura e apaixonada por todas as formas de arte manual. Agora estou fazendo bonecas de pano. O que as difere é que as cabeças são esculpidas em espuma. Meu problema: não sei vender.
-
Olá Susete! Obrigada por comentar. Se você desejar, o Sebrae possui um curso de vendas online gratuito. Acesse e confira: http://www.ead.sebrae.com.br/hotsite/ Abraço
-
faço tortas integrais, vendo de porta em porta, não tenho vergonha, amo o que faço, obrigada pela matéria, me animou mais ainda, tenho consultoria com o sebrae para organizar meu pequeno negocio na próxima semana, obrigada por tudo!!!
-
Alice, de forma alguma você deve ter vergonha. Muito pelo contrário! Tenha orgulho do que faz! Parabéns pela coragem, e no que precisar, conte conosco! Abraço e sucesso!
-
É isso mesmo! Ficar rico não é a motivação principal e sim a vontade de realizar. A grana é consequência, sempre pensei assim. Ótima matéria!
-
Allan, maravilha! Obrigada por comentar! Abraço e sucesso!
-
muito boa
-
Carlos, obrigada por comentar! Abraço e sucesso!
-
ótima matéria, vamos ganhar dinheiro.
-
Moacir, maravilha! Abraço e sucesso!
-
Olá, material de grande serventia para aprimorar o meu conhecimento. Valter, cursando ADM
-
Valter, maravilha! Obrigada por comentar! Abraço e sucesso!
-
muito bom; quero esse livro como encontro
-
Valberto, obrigada por comentar! Abraço e sucesso!
-
otimo

Boletins especiais