Histórico

Mais votados

Cadastre-se

Preencha os campos abaixo para receber o Boletim do Empreendedor gratuitamente:


Dólar deve fechar 2012 valendo R$ 1,90, prevê Banco Central

Edição: 06/2012

O mercado financeiro aumentou a previsão para o patamar do dólar no fim de 2012. De acordo com a pesquisa Focus divulgada nesta segunda-feira pelo Banco Central (BC), a mediana das estimativas dos analistas para o preço da moeda norte-americana no fim deste ano subiu de R$ 1,85 para R$ 1,90. Para 2013, o mercado manteve a estimativa de que o dólar deve fechar o ano em R$ 1,85. Há um mês, analistas previam o dólar a R$ 1,80 no encerramento de 2012 e também de 2013.



Na mesma pesquisa, o mercado financeiro elevou a previsão para a taxa média de câmbio de R$ 1,86 para R$ 1,87 no decorrer de 2012, na quinta alta seguida. Para o próximo ano, a estimativa de dólar médio avançou de R$ 1,83 para R$ 1,84, a terceira alta consecutiva. Há um mês, a pesquisa apontava que a expectativa de dólar médio estava em R$ 1,80 para os dois anos.

IGP-DI
Em relação ao Índice Geral de Preços - Disponibilidade Interna (IGP-DI) em 2012, as projeções subiram novamente na pesquisa desta segunda-feira, com o analistas apostando em alta do IGP-DI de 5,73% para 5,80%, na sétima alta seguida.

Para o Índice Geral de Preços - Mercado (IGP-M), que corrige a maioria dos contratos de aluguel, a previsão manteve-se em 5,48%. Quatro semanas atrás, o mercado previa altas de 5,11% para o IGP-DI e de 5,24% para o IGP-M.

Para 2013, a estimativa de alta para o IGP-DI seguiu em 4,90% pela oitava semana seguida. Para o IGP-M, a expectativa manteve-se em 5% pela quarta pesquisa.

A pesquisa também mostrou que a previsão para o Índice de Preços ao Consumidor (IPC) da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) em 2012 subiu, passando de 4,62% para 4,65%, na quinta elevação consecutiva. Há um mês, a expectativa dos analistas era de alta de 4,46% para o índice que mede a inflação do consumidor paulistano. Para 2013, a mediana das estimativas para o IPC da Fipe manteve-se em 5%, ante 4,89% estimados há um mês.

A pesquisa Focus mostrou ainda que economistas mantiveram a estimativa para o aumento do conjunto dos preços administrados (as tarifas públicas) em 2012 em 3,75%, ante 3,80% previstos há um mês. Para 2013, a previsão de alta dos preços administrados manteve-se em 4,50% pela 120ª pesquisa consecutiva.


Fonte
Revista PEGN

Deixe seu comentário:









Digite este número...

O que você achou desta matéria?

Vote e ajude-nos a melhorar.



Os seu e-mail e o seu CPF não serão exibidos nos comentários. Eles serão guardados em nossa base para podermos atender você, cada vez melhor!

Boletins especiais