Histórico

Mais votados

Cadastre-se

Preencha os campos abaixo para receber o Boletim do Empreendedor gratuitamente:


Três passos fundamentais para investir em negócios sociais

Edição: 07/2012

O sucesso do investimento sustentável em negócios sociais deve se basear em três passos básicos: priorizar motivos racionais para se engajar na causa; definir uma estratégia de atuação e escolher um plano de ação adequado para executar o projeto. As premissas fazem parte de um estudo realizado pelo Escritório Pacto Global da ONU em parceria com a Rockefeller Foundation e lançado durante o Fórum da Sustentabilidade Empresarial, na Rio+20, no dia 17 de junho.



O documento, batizado de “Um modelo de trabalho para a ação: empresas sociais e investimentos de impacto”, organiza os três fatores-chave para empresas, governos e investidores interessados a atuar no setor. A primeira etapa é identificar e priorizar objetivos racionais que levem a empresa a investir em um negócio social no longo prazo. “Com investimento na infraestrutura local, empresas sociais bem administradas vão desfrutar de chances melhores de ter sucesso comercial e vão apresentar melhores oportunidades de investimento”, diz o documento.

Em seguida, é necessário entender as características únicas de cada estratégia de negócio e adotar a que melhor se encaixa nos objetivos do investidor. “Os investidores têm a opção de fazer um plano agressivo no curto prazo na esperança de ter ganhos maiores no futuro. Por outro lado, eles podem adotar uma estratégia de investimento mais conservadora, com aportes de recurso menores e desenvolver os projetos em um espaço de tempo maior com o objetivo de testar os mercados e aprender durante a execução do projeto.”

Por último, é necessário definir quais estratégias vão fazer o seu projeto avançar nos objetivos definidos. O documento lista, então, uma série de formatos de aporte de recursos, que vão desde incubadoras e investimento de fundos de capital semente, até títulos emitidos por instituições financeiras.

Números
Segundo o estudo, os empreendimentos sociais têm o potencial de atrair US$ 12 bilhões em investimentos pelos próximos anos. Se realizados por grandes corporações e investidores, esses aportes teriam a capacidade de gerar 100 mil startups sociais.

Dados do JP Morgan da Fundação Rockefeller estimam que o mercado ofereça potencial para receber aportes de US$ 400 bilhões a US$ 1 trilhão nos próximos dez anos.


Fonte
PEGN

Deixe seu comentário:









Digite este número...

O que você achou desta matéria?

Vote e ajude-nos a melhorar.



Os seu e-mail e o seu CPF não serão exibidos nos comentários. Eles serão guardados em nossa base para podermos atender você, cada vez melhor!

Boletins especiais