Histórico

Mais votados

Cadastre-se

Preencha os campos abaixo para receber o Boletim do Empreendedor gratuitamente:


Micro e pequenas empresas foram responsáveis por 11,4% das exportações em 2009

Edição: 10/2010

A Secretaria de Comércio e Serviços (SCS) do Ministério de Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC) divulgou o “Panorama de Comércio Internacional de Serviços” de 2009. O estudo revelou que as micro e pequenas empresas foram responsáveis por 11,4% das exportações no ano passado. As empresas médias contribuíram com 12,9% e as grandes com 75,8% do total de serviços exportados.

De acordo com o secretário da SCS, Edson Lupatini, as exportações de serviços das micro e pequenas empresas foram bem maiores que as de bens, que, no mesmo período, não chegara a 0,9%. “Foi uma surpresa esse desempenho das micro e pequenas empresas. Tínhamos uma ideia de que a participação dessas empresas era razoável, mas superou a expectativa. Isso revela que poderemos ter uma maior inserção internacional dos nossos serviços justamente por meio desse segmento. O investimento que elas fazem é intelectual e a remuneração é alta”, explicou Lupatini.
Os dados ainda revelam a importância do setor de serviços na economia brasileira que, no ano passado, respondeu por 68,5% do Produto Interno Bruto (PIB) e por mais de 70% dos empregos formais. Este segmento também se destacou por ser o que mais recebeu investimentos estrangeiros diretos no país, aproximadamente 45%.

Mesmo com a crise econômica internacional, que reduziu os fluxos mundiais do comércio exterior em 2009, o desempenho das exportações de serviços do Brasil (-8,8% em comparação a 2008) foi menor que a queda das exportações mundiais (-12,9%). O declínio das exportações brasileiras de serviços também foi menor que o das exportações de bens (-22,7%), no mesmo período.

Nas importações, a queda foi de apenas 0,7% em comparação a 2008. Este percentual é inferior ao apresentado pelas importações mundiais (-11,9 %) e nacional de bens (-26,3%).

Todo ano, a SCS publica o panorama, com o apoio do Banco Central do Brasil, e o objetivo de fundamentar a tomada de decisões para o governo e para o setor privado. Além das informações habituais, esta edição ainda traz dados das exportações de serviços por porte de empresas.

O “Panorama de Comércio Internacional de Serviços” está disponível no site do MDIC. Clique aqui para ter acesso a ele.


Exportações de serviços
Durante 2009, o Brasil exportou US$ 26,3 bilhões e se posicionou no 31º lugar no ranking dos principais países exportadores de serviços com 0,8%. Em quantidade, 54,4% das empresas que exportaram serviços foram micro; 23,3%, pequenas; 9,7%, médias; e 12,6%, grandes.

O mercado que mais adquiriu os serviços brasileiros foi o americano, que absorveu 45% das exportações brasileiras. Em sequência, ficaram União Europeia (26,8%), América Latina, exceto Mercosul (9,9%), Mercosul (1,8%) e demais (9,9%).

Os principais estados brasileiros exportadores de serviços foram São Paulo (52,1%), Rio de Janeiro (30,6%), Minas Gerais (2,6%), Paraná (2,5%), Distrito Federal (2%), Rio Grande do Sul (1,9%), Espírito Santo (1,8%) e demais (6,5%). Já com relação à quantidade de empresas exportadoras de serviços por porte, 16.604 (54,4%) são micro; 7.097 (23,3%), pequenas; 2.956 (9,7%), médias; e 3.842 (12,6%), grandes.

De acordo com a Classificação Nacional de Atividades Econômicas (CNAE), dentre os principais setores exportadores de serviços se destacaram: comércio por atacado, exceto veículos automotores, com US$ 2,449 bilhões (2,8%); serviços financeiros, US$1,386 bilhão (7,2%); fabricação de produtos alimentícios, US$ 1,080 bilhão (5,6%); fabricação de máquinas e equipamentos, US$ 866 milhões (4,5%); serviços financeiros auxiliares, US$ 798 milhões (4,2%); serviços de tecnologia da informação, US$ 792 milhões (4,1%); serviços de escritório e apoio administrativo, US$ 748 milhões (3,9%); consultoria em gestão empresarial, US$ 740 milhões (3,9%); serviços culturais e ambientais, US$ 730 milhões (3,8%); e telecomunicações, US$ 724 milhões (3,8%).


Fonte:
http://www.mdic.gov.br/sitio/interna/noticia.php?area=4&noticia=10015

Deixe seu comentário:









Digite este número...

O que você achou desta matéria?

Vote e ajude-nos a melhorar.



Os seu e-mail e o seu CPF não serão exibidos nos comentários. Eles serão guardados em nossa base para podermos atender você, cada vez melhor!

Boletins especiais